Educação

TCC de Design UniSatc traz nova marca à Judecri

Acadêmica reconfigurou identidade visual da Associação que completou 40 anos em 2021

Divulgação

Nas últimas quatro décadas a Associação dos Deficientes Físicos de Criciúma, a conhecida Judecri, atuou para dar suporte e auxiliar as pessoas com deficiência. Hoje, é a entidade que precisa de apoio. E um pouco do retorno que deu aos criciumenses vem em forma de um trabalho de conclusão de curso (TCC), da acadêmica de Design da UniSatc, Bruna Pacheco.

O trabalho, já apresentado, fez a reconfiguração da identidade visual e apresentou uma nova marca para a Judecri. É uma repaginada que vem para celebrar os 40 anos de atividades. “Queria fazer algo diferente e pensei, ‘como o design pode ajudar?’. Quis dar vida a algo e o processo de construção foi coletivo, com a participação direta deles”, comenta Bruna.

Uma ligação pessoal ajudou no processo. A acadêmica é sobrinha do presidente da Judecri, Claudio Pacheco, um dos líderes da entidade e batalhador da causa das pessoas com deficiência física. “Fiquei muito feliz com o trabalho dela. Vamos propor à direção e aos associados uma reformulação, aplicar a nova identidade e começar uma nova fase”, afirma Pacheco.

O tema do TCC foi “Design social aplicado no processo de redesign da identidade visual da Judecri”. A proposta da acadêmica era buscar no Design Social o suporte para ser um vetor de criação e ajudar a sociedade. Com a orientação do professor Mateus Vilela, Bruna conseguiu o suporte teórico para dar segmento ao projeto. Um dos momentos que considerou mais ricos foi a criação conjunta com a equipe da Associação. “Fizemos online, por conta da pandemia, mas eles receberam em casa um kit com bloco e canetas, e puderam desenhar e fazer em conjunto”, afirma ela.

O processo criativo foi fundamental para identificar elementos que se tornaram importantes na hora de pensar a nova identidade. “Eles queriam pessoas, independência, ação. Enfim, que fosse criada uma marca mais humana”, ressalta Bruna.

Buscar apoio para a nova fase

Com a reconfiguração da identidade visual, a própria Judecri quer se renovar. Para isso, vai precisar do apoio da sociedade. Por meses, conforme Pacheco, todos se mantiveram distantes. Agora, aos poucos e com cuidados, algumas ações são retomadas.

“O Governo do Estado tem intenção de realizar os ParaJasc, por isso, nossos atletas voltaram a treinar”, explica o presidente. As atividades esportivas, um dos fortes da Judecri, estão voltando, principalmente, com o atletismo.

De acordo com o presidente, com o avanço de políticas públicas que passaram a contemplar a pessoa com deficiência, algumas ações que a Judecri desenvolvia hoje não são mais necessárias. Mas a discussão sobre o tema segue sendo válida.

“É importante falar das questões sobre a deficiência, esclarecer dúvidas e divulgar os interesses da Associação. Também queremos colocar a nova marca em prática, mas isso dependerá de uma conversa com a direção e os associados”, esclarece o presidente.

Notícias Relacionadas

Operação Dieta mira sonegação de impostos e apreensão de mais de R$ 20 milhões em veículos e imóveis de luxo

Investigação apura sofisticado esquema de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro; mandados foram cumpridos em Balneário Camboriú e Itajaí.

Fies: pré-selecionados têm até sexta-feira para complementar inscrição

A relação dos candidatos pré-selecionados já foi divulgada.

Coopercocal renova rede de energia de média tensão em Urussanga

O investimento beneficiou mais de 2 mil consumidores, garantindo a continuidade da distribuição de energia mesmo quando a rede for tocada pela vegetação.

Colaboradores da Coopercocal participam de palestra motivacional

A ação foi conduzida pelo palestrante Beto Bom Dia, com o intuito de incitar a automotivação diante das adversidades do dia a dia.