Clima

Tempestade Yakecan cancela voos em SC e aviões sem condição para pouso dão meia-volta

Ao todo, seis voos foram cancelados devido às condições climáticas

Divulgação

A passagem da tempestade Yakecan por Santa Catarina provocou o cancelamento de seis voos com destino ou partida do Estado nesta quarta-feira (18). Os aeroportos afetados são o de Florianópolis e Chapecó.

Os seis voos são da empresa Azul. Dois aviões que aterrissaram em Chapecó retornaram ao aeroporto de origem devido às condições climáticas. As decolagens ocorreram de Viracopos (SP) e Florianópolis.

Conforme a empresa, os passageiros foram realocados em outros voos da companhia.

“A Azul lamenta eventuais aborrecimentos causados e reforça que ações como essa são necessárias para garantir a segurança de suas operações”, disse a nota da empresa.

Além desses, outros quatro voos da empresa foram cancelados antes do embarque devido às condições climáticas. Dois deles partiram de Chapecó — um com destino a Florianópolis e outro para São Paulo.

De Florianópolis, um voo com destino a Porto Alegre foi cancelado. Já uma aeronave que sairia da Capital gaúcha para a Ilha de Santa Catarina também teve o embarque remarcado.

As empresas Latam e Gol informaram que nenhum voo de ambas companhias foi cancelado ou reagendado.

Tempestade deixa dezenas sem luz em SC

Os fortes ventos causados pela tempestade Yakecan, que se aproxima de Santa Catarina nesta quarta-feira (18), já deixam estragos no Estado. No Litoral Sul, com rajadas mais intensas, o caso mais grave no início da manhã deixou 13 mil unidades consumidoras sem energia após o rompimento de um cabo de rede atingido por uma placa.

Em São José, na Grande Florianópolis, o serviço também foi afetado após um outdoor ser lançado pelo vento contra uma rede de distribuição paralela à rodovia BR-101. Um reparo no local já restabeleceu, no entanto, o fornecimento de energia.

A Celesc diz que também já identificou quedas pontuais de energia nas regiões do Médio e Alto Vale do Itajaí, além do Norte Catarinense. Por volta das 11h, Blumenau aparecia no site da empresa pública como a mais afetada, com 6 mil imóveis no escuro.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

SED se pronuncia sobre esfaqueamento em escola de Criciúma

Secretaria de Estado da Educação informa que está apurando as informações sobre o caso ocorrido na noite de sexta-feira no bairro Mina do Mato

Rua rachada em SC corre risco de desabar e famílias são orientadas a deixar casas, diz prefeitura

Análise de um geólogo atestou que a rua, em São Bento do Sul, possui "alto risco para desmoronamento".

Mais caro que gasolina: óleo diesel é encontrado a mais de R$ 8 em duas cidades de SC

Pesquisa da ANP avaliou valores entre os dias 19 e 25 de junho e mostra cidades de Santa Catarina com óleo diesel a mais de R$ 8

Produtores de Soja recebem prêmio do Grupo Olim

Prêmio Produtividade de Soja Safra 2021/2022 foi entregue nesta quinta-feira (23)