Segurança

Terceiro suspeito pela morte de motorista de aplicativo em Imbituba é preso

Filipe Carvalho, de 27 anos, foi morto no início de janeiro em Imbituba

Foto: Divulgação

O terceiro suspeito de assassinar Filipe Carvalho, de 27 anos, em Imbituba, no Sul de Santa Catarina, foi preso pela Polícia Civil. O jovem, que atuava como motorista de aplicativo, foi morto a facadas durante um assalto em 6 de janeiro. Uma pessoa também havia sido presa por suspeita de envolvimento no crime, além de um adolescente que foi internado.

Conforme as investigações, Filipe costumava manter com ele uma quantia em dinheiro durante as viagens para oferecer troco aos passageiros. No dia do assalto, os suspeitos teriam matado o jovem enquanto ele dirigia. Depois do roubo, levaram o corpo até às margens da Estada Geral de Ibiraquera. Já o veículo foi encontrado perto de um cemitério, no bairro do Mirim.

A primeira pessoa identificada pela polícia foi o homem que pediu a corrida e, depois, participou diretamente da execução do crime. Ele foi preso temporariamente em 12 de janeiro, durante o cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão.

No dia 18 de janeiro, a polícia cumpriu outros dois mandados de busca e apreensão contra dois suspeitos de possuírem ligação com o crime, além de um mandado de prisão temporária contra o segundo autor identificado, mas ele não foi localizado. Durante as buscas, uma pessoa, que não teria ligação com o latrocínio (roubo seguido de morte) do jovem, foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

De acordo com a polícia, durante as investigações, a equipe identificou a participação de um adolescente na morte de Filipe. Ele teria cometido o crime um dia após receber autorização para visitar a família, já que estava internado em um centro por conta da prática de outros dois homicídios em 2021 e 2022.

Sendo assim, em 23 de janeiro, um nova ação foi feita pela polícia para o cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa da família do jovem, além do mandado de internação dele. Conforme a investigação, o primeiro homem preso teria uma dívida de drogas com o adolescente, o que teria motivado a prática do latrocínio contra o motorista.

Por fim, em 1º de fevereiro, o terceiro autor do crime foi identificado e preso. Segundo a polícia, ele era conhecido pela venda de drogas no bairro Campo de Aviação.

O adolescente foi indiciado pela prática dos atos infracionais correspondentes aos crimes de latrocínio, tráfico de drogas e associação para o tráfico. Já o inquérito contra os outros dois envolvidos ainda será concluído. Eles devem responder pelo crime de latrocínio.

Com informações do NSC Total

Notícias Relacionadas

Ao celebrar 25 anos, Carbonífera Catarinense reafirma o compromisso com a comunidade

Trajetória da empresa foi marcada por conquistas e investimentos no desenvolvimento, saúde e segurança da equipe e em projetos sociais e ambientais.

Homens contratados por mulher suspeita de encomendar morte do marido em SC cavaram cova durante churrasco, diz polícia

Edinei da Maia foi encontrado morto enterrado, com as mãos amarradas, em Canelinha, quatro meses após desaparecer.

Bezerro é içado após cair em poço de 6 metros de profundidade em Florianópolis

Resgate ocorreu em uma propriedade no bairro Rio Vermelho. Animal foi entregue ao proprietário.

SC tem 1,1 mil aparelhos bloqueados com o Celular Seguro em seis meses

Serviço foi criado pelo Governo Federal e tem como objetivo inibir roubos de smartphones