Geral

Toyota vai fechar sua primeira fábrica construída no Brasil

Com 60 anos de história, unidade de São Bernardo do Campo (SP) foi a primeira planta da empresa fora do Japão.

Divulgação

A Toyota anunciou o encerramento da produção de sua fábrica localizada em São Bernardo do Campo (SP). De acordo com o comunicado divulgado pela fabricante, toda a operação industrial será transferida para as demais unidades fabris da marca, que ficam todas no interior de São Paulo. Dessa forma, caberá às plantas de Sorocaba, Indaiatuba e Porto Feliz absorverem a demanda do que era produzido no ABC paulista.

Construída em 1962, a fábrica de São Bernardo marcou a história da Toyota, já que foi a primeira unidade construída fora do Japão. Na época, o local foi o escolhido para montar o Toyota Bandeirante, que foi feito no local até 2001. Desde o fim da produção do SUV, no entanto, a fábrica passava por um momento de incerteza. Até 2021, o local mantinha a sede administrativa da marca japonesa, mas até mesmo essa atividade foi retirada do local, sendo enviada para Sorocaba.

Mesmo com essa mudança, a fábrica sobreviveu, mantendo mais de 500 empregos no local. Para manter a fábrica ativa, a Toyota utilizava o espaço para produzir peças destinadas aos mercados da Argentina e dos Estados Unidos, além do próprio mercado brasileiro. Agora será iniciado o processo de desativação total do local, com a mudança gradual sendo feita a partir de dezembro deste ano.

De acordo com a Toyota, a expectativa é concluir o processo de transferência de operação até novembro de 2023. Quando essa etapa for concluída, a histórica fábrica será totalmente desativada e o seu terreno será colocado à venda pela empresa. Porém, a fabricante garante que pretende manter todos os empregados que trabalham atualmente em São Bernardo, oferecendo oportunidades para que esses trabalhadores sejam transferidos para alguma das demais fábricas.
Com a decisão tomada, agora é questão de tempo até que um pedaço da história da Toyota desapareça no Brasil, encerrando a operação de sua primeira fábrica construída no país e que ajudou a consolidar a empresa no país.

De acordo com a Toyota, a expectativa é concluir o processo de transferência de operação até novembro de 2023. Quando essa etapa for concluída, a histórica fábrica será totalmente desativada e o seu terreno será colocado à venda pela empresa. Porém, a fabricante garante que pretende manter todos os empregados que trabalham atualmente em São Bernardo, oferecendo oportunidades para que esses trabalhadores sejam transferidos para alguma das demais fábricas.

Com a decisão tomada, agora é questão de tempo até que um pedaço da história da Toyota desapareça no Brasil, encerrando a operação de sua primeira fábrica construída no país e que ajudou a consolidar a empresa no país.

Com informações do site AutoMaisTV

Notícias Relacionadas

Cidasc emite comunicado sobre proibição de fabricação, comércio, prescrição e uso do herbicida Paraquat no Brasil

A reavaliação toxicológica do paraquat foi determinada em 2008 pela Anvisa e finalizada em 2017

PRF de SC é responsável por mais de 20% das multas de embriaguez ao volante no Brasil

No Brasil, a PRF lavrou 53.308 autos de infração de embriaguez ao volante durante todo o ano de 2019.

Exportação de carne do Brasil aumenta 12% no ano até agosto

China compra 65,8% mais, informa Abrafrigo

Santa Catarina é o segundo estado mais competitivo do Brasil, aponta ranking nacional

Neste ano, o estado conquistou 74,4 de nota geral no ranking que engloba dez pilares, como educação, segurança pública, inovação e eficiência. A média brasileira foi de 49,3.