Educação

Trabalhos de conscientização são apresentados ao MP por acadêmicos da UniSatc

Violência contra as mulheres foi tema de trabalho dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda

Foto: SATC

A noite desta segunda-feira (10) foi marcada pela acolhida e conscientização sobre a violência contra as mulheres. Os acadêmicos dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda do Centro Universitário UniSatc apresentaram materiais produzidos em sala de aula que abordam a temática e que ficarão à disposição do Ministério Público de Santa Catarina para serem usados em ações de conscientização do Núcleo de Atendimento a Vítimas de Crimes (Navit).

A ação, que começou na disciplina de Estudos Culturais, se expandiu, e o que era apenas palestras para os acadêmicos, acabou se tornando um Termo de Cooperação entre UniSatc e MP-SC para divulgar os esforços de acolhimento e apoio a vítimas de crimes, fortalecendo a rede de apoio às mulheres vítimas de violência.

“O evento foi excepcional. Os trabalhos apresentados pelos alunos da UniSatc foram tecnicamente excelentes e captaram, com coragem e sensibilidade, diversas facetas do fenômeno da violência doméstica contra a mulher. Creio que o material será um fator importantíssimo de conscientização da sociedade e prevenção da violência em toda nossa região”, afirmou o Promotor de Justiça Samuel Dal Farra Naspolini, que coordena o Navit Sul.

Durante o evento, além da presença do Ministério Público, estiveram presentes pessoas que contribuíram com o projeto, com entrevistas e dados sobre o assunto, como a psicóloga Lais Steiner e a delegada Eliane Chaves, de Araranguá.
“Os trabalhos apresentados mostraram o quanto nossos acadêmicos se envolveram com o tema. Mais que uma atividade, essa ação marcou a vida deles. Tenho certeza que esse assunto será tratado de forma diferente por esses jovens jornalistas e publicitários”, ressaltou a coordenadora do curso de Jornalismo da UniSatc, Marli Vitali.

Agora, todo material apresentado pelos alunos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da UniSatc ficará à disposição do Ministério Público para uso. Além disso, os vídeos estarão disponíveis no Canal do Youtube do curso de Jornalismo, como portfólio dos acadêmicos.

Notícias Relacionadas

Pescadores capturam mais de 780 mil tainhas na modalidade arrasto de praia

Corpo de homem é encontrado boiando em rio em Treze de Maio

Apesar de esforços, morre baleia encalhada em Jaguaruna

Homem leva tiros nas costas após confusão intensa ao sair de casa noturna em Turvo

Confusão provoca uma tentativa de homicídio em Turvo e deixa homem ferido com balas nas costas