Geral

Trajetória da Tubarão Saneamento é marcada por investimentos em saúde e qualidade de vida

Nesta sexta-feira (01), a Concessionária completa sete anos de atuação, marcados com a qualidade no atendimento, responsabilidade socioambiental, força inovadora e excelência em pessoas.

Foto: Plantão Assessoria

A Tubarão Saneamento chegou em 2012 para fazer história e possibilitar um futuro com mais saúde e qualidade de vida. De lá para cá, desenvolve um importante trabalho para melhorar o fornecimento de água e modernizar os serviços de atendimento ao cliente.Em 2018 iniciou a implantação do Sistema de Coleta e Tratamento de Esgoto, que até o final do contrato de Concessão, atenderá toda a área urbana da cidade.

Nesta sexta-feira (01), a Concessionária completa sete anos de atuação, marcados com a qualidade no atendimento, responsabilidade socioambiental, força inovadora e excelência em pessoas.

Ter água tratada nas residências e o esgoto devidamente coletado são fatores essenciais para a erradicação de diversas doenças que afetam principalmente os países em desenvolvimento. Tendo consciência de tal importância, desde que iniciou a atuação na Cidade Azul, a empresa tem como meta a saúde e qualidade de vida dos tubaronenses e, para isso, conta com um time de colaboradores dispostos a tornar o nome da Concessionária uma referência em saneamento.

Anualmente, a qualidade dos serviços prestados é monitorada por meio de pesquisa de satisfação, encomendada pelo órgão regulador local, neste caso, a Agência Reguladora de Saneamento de Tubarão. Na mais recente, realizada em maio de 2018, os usuários consideraram 89,3% de satisfação. A amostra analisada contou com representantes dos 34 bairros da cidade, totalizando 500 usuários entrevistados. “O resultado é positivo e nos motiva a melhorar sempre e, para isso, criamos diferentes meios de comunicação para o cliente, facilitando o acesso à informação e possibilidade de compartilhar conosco críticas, sugestões e, em muitos casos, elogios”, destaca a Diretoria da Tubarão Saneamento.

Com a implantação do Sistema de Coleta e Tratamento de Esgoto, desde março de 2018, o número de frentes de trabalho nas vias aumentou consideravelmente e, com ele, os desvios no trânsito, grande movimentação de máquinas, e diversos outros transtornos, mas que são considerados necessários e de extrema importância para uma cidade em crescimento. “Nosso objetivo é executar este serviço com o menor impacto ao cidadão, mas como pode ser observado nas ruas todos os dias, uma obra com esta dimensão não consegue estar despercebida. É um transtorno necessário, passageiro, que trará um benefício principalmente para as próximas gerações”, completa a Diretoria.

Saneamento no Brasil

Diretamente ligado à implantação do sistema de tratamento de água, esgoto sanitário e coleta do lixo, o saneamento tem como objetivos principais o combate à mortalidade infantil, a proliferação de doenças infecciosas e a preservação do meio ambiente. No Brasil o saneamento básico é um direito assegurado pela Constituição Federal e pela Lei número 11.445 de 2007, mas desde muito antes vem traçando um caminho para melhorias.

O primeiro registro do qual se tem conhecimento ocorreu em 1561, com a escavação do primeiro poço para abastecer o Rio de Janeiro. Quase cem anos depois, em 1620, também na capital carioca, iniciaram as obras do aqueduto do Rio Carioca. Porém, ao longo dos séculos existiram alguns fatores que dificultaram o crescimento desta área, entre eles a falta de planejamento e investimentos. Foi apenas nos anos 1940 que se deu início a comercialização dos serviços de saneamento, com a distribuição de água.

No Brasil, 83% da população é atendida com abastecimento de água tratada, mas os números de brasileiros sem o acesso a este serviço ultrapassa os 35 milhões. Já a coleta de esgoto contempla 51% dos cidadãos e mais de 100 milhões ainda não possuem esta utilidade. Além disso, mais de 3,5 milhões de pessoas, entre as 100 maiores cidades do país, despejam esgoto irregularmente, mesmo tendo redes coletoras disponíveis.

Em números:

Brasil
Água: 83,30%
Esgoto: 51,92%

Rio Grande do Sul
Água: 86,13%
Esgoto: 30,22%

Santa Catarina
Água: 87,71%
Esgoto: 20,86%

Tubarão
Água: 100%
Esgoto: 0%

Colaboração: Daniela Goulart – Assessoria de Imprensa da Plantão Assessoria

Notícias Relacionadas

Feirão Roluza sorteia 11 vale compras em comemoração ao aniversário da loja

A loja está repleta de novidades para atender o movimento de fim do ano, com reposição semanal. Quem comprar na Roluza concorrerá a um carro 0 km.

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.

Grupo RB recepciona clientes durante evento em comemoração ao 5º aniversário