Geral

Transferência de líderes de facção gera início de motim no Santa Augusta

Ação de aproximadamente 130 detentos ocorreu ontem, no pátio, durante o banho de sol

Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna / Arquivo

Uma informação vazada que chegou aos detentos do Presídio Regional de Criciúma – popularmente conhecido por Presídio Santa Augusta – ocasionou um princípio de motim ontem. Os presos ficaram sabendo que algumas lideranças de uma facção criminosa atuante em Santa Catarina, que estavam detidos na unidade prisional, poderiam ser transferidos para outros locais.

Por esse motivo, de acordo com o diretor do Presídio Santa Augusta, Rodrigo Ferreira, aproximadamente 130 presos, que estavam no pátio para o habitual banho de sol, se recusaram a retornar para suas devidas celas.

“Com isso, tivemos que entrar no local com uma equipe de contenção, utilizando o uso controlado da força, para fazer com que eles retornassem para as suas celas. Essa equipe é de toda a Regional Sul do Departamento de Administração Prisional, com apoio de todas as unidades da região”, explica Ferreira.

A Polícia Militar também foi acionada para garantir a segurança nos entornos e proximidades da unidade prisional.

Detentos transferidos

Diante do princípio de motim registrado, as lideranças da facção criminosa, motivadoras da ação dos detentos, acabaram sendo transferidas já na tarde de ontem para outras três unidades prisionais do Estado de Santa Catarina.

“Tratava-se de cinco presos provisórios mais antigos. A transferência nem estava programada para acontecer ontem, o vazamento de informação que houve foi de que eles possivelmente seriam transferidos. Só que com toda a situação ocorrida, decidimos realizar já ontem”, completa o diretor.

Escolta chama atenção

Também no fim da tarde de ontem, uma escolta envolvendo viaturas do Departamento de Administração Prisional de Santa Catarina e da Polícia Rodoviária Federal, com apoio do Serviço Aeropolicial (Saer) Sul, chamou atenção por atravessar Criciúma pela Avenida Centenário.

No entanto, segundo Ferreira, não se tratava da transferência dos presos do Santa Augusta. “Foi um caso à parte, de detentos de Imbituba que vieram participar de audiências”, finaliza.

Com informações do Portal 4oito

Notícias Relacionadas

Presídio de Araranguá beneficiado com verbas de penas pecuniárias do sul do Estado

O Presídio Regional de Araranguá promoveu, na última sexta-feira (19), a inauguração da sala de aula e da biblioteca daquela unidade.

Bispo revoga transferências em Araranguá e Cocal do Sul

O motivo, segundo comunicado, se deve aos cuidados com a saúde do padre Oscar Paulo Pietsch, que continua em tratamento do linfoma.

Tribunal de Justiça nega prisão domiciliar a detento que poderia fazer tratamento de saúde no presídio

O detento passou por perícia de um médico legista, que ressaltou a possibilidade de continuar o tratamento do detento na própria prisão

Homem condenado por roubo é preso em Lauro Müller

Conforme a PM, o condenado foi abordado durante atitude suspeita. O nome foi consultado e o mandado de prisão foi confirmado.