Geral

Três corpos ocupam gavetas no IML de Criciúma

Foto: Lucas Sabino

Em uma estrutura com três gavetas, o Instituto Médico Legal (IML) de Criciúma está abrigando três corpos de pessoas que foram à óbito nas últimas semanas e que ainda não foi possível obter a devidas identificações. Trata-se de uma vítima que morreu carbonizada e outros dois homens que perderam a vida em atropelamentos.

Conforme o técnico do IML de Criciúma, Almir Fernandes de Souza, caso necessário, ainda é possível abrigar mais algum corpo no local disponível, organizando no espaço existente. “Mas o ideal seria que conseguíssemos identificar os que já estão no Instituto Médico Legal, para que fossem liberados. Para isso, pedimos a colaboração das pessoas, que nos encaminhem alguma informação, caso as tenham”, reforça.

A identidade do homem carbonizado aguarda confirmação de um exame de DNA, que está sendo realizado em Florianópolis e deve ficar pronto até o fim de janeiro. Há suspeita que ele seja um morador de Içara, e os familiares já disponibilizaram material genético para confirmar a identificação.

No entanto, é preciso aguardar a conclusão do exame, uma vez que o corpo está totalmente carbonizado. O indivíduo foi encontrado no último dia 25 de dezembro, já em óbito no porta malas de um automóvel VW Gol incendiado no Bairro Renascer, em Criciúma.

Duas vítimas de atropelamentos

Além disso, ainda permanecem aguardando identificação os corpos das vítimas de dois atropelamentos registrados no fim do último ano na região. O primeiro foi encaminhado no dia 25 de dezembro, após ser atingido por um automóvel Chevrolet Agile preto na SC-445, Zona Norte do Balneário Rincão. Nesse caso, o indivíduo é mulato, com aproximadamente 1,70 metros de altura, não possui tatuagens ou cicatrizes, e vestia bermuda e camiseta preta, bem como um boné preto e branco.

Já o segundo homem foi atropelado na noite do dia 30 de dezembro, no Bairro Naspolini, em Criciúma, quando invadiu a pista e acabou sendo atingido por um automóvel Fiat Siena, cujo motorista parou para prestar socorro. Segundo o IML, o indivíduo aparenta ter entre 50 e 60 anos, possuía cabelos grisalhos e uma tatuagem no braço direito.

Caso alguém acredite que possa contribuir com a identificação da vítima, deve entrar em contato com o IML no número (48) 3478-5123.

Com informações Clicatribuna

Notícias Relacionadas

Ciclista morre após ser atropelado na SC-285, em Araranguá

Colisão frontal termina em morte em Balneário Rincão

Mulher encontrada morta em Balneário Arroio do Silva é identificada

Vigário paroquial de Capivari de Baixo, padre Hilário Puziski, morre aos 79 anos