Educação

Turma do Cocreation Lab Satc 2021 apresenta pitchs finais

Empreendedores trouxeram o resultado para banca examinadora

Divulgação

Nos últimos cinco meses os empreendedores que trouxeram suas ideias para o Cocreation Lab Satc tiveram a oportunidade de pensar, mudar, fazer pesquisas e aprender muito. “Me sinto um vencedor de estar aqui. O aprendizado, as técnicas, o conhecimento, o voltar e rever nosso negócio, isso é único”, afirmou o CEO da Rua 4 Imobiliária, Cezar Paulo Santana da Silva.

Ele foi um dos empreendedores que apresentaram suas ideias – e futuros negócios – para uma banca examinadora. Foi o desafio final da turma 2021 do Cocreation Lab Satc. Na última quinta-feira (14), os profissionais, das mais variadas áreas, puderam trazer o resultado dos meses de estudo e dedicação.

“Nós chegamos com uma ideia, que foi sendo moldada e aperfeiçoada. O ganho que tivemos é sem explicação”, ressaltou a CEO da Sarah, Fernanda Almeida Lucca. A proposta de Fernanda, e de mais duas sócias, visa suprir a ausência das secretárias dos médicos em momentos de férias ou períodos que estão em licença. “Essa é uma profissional que tem uma formação específica, que precisa entender do funcionamento de uma clínica”, comentou Fernanda.

Já a proposta da Rua 4 é atuar como uma fintech do mercado imobiliário, sendo uma ferramenta de apoio entre o cliente e os corretores de imóveis. “Queremos atuar junto ao cliente, aprovando o crédito que ele possui e direcionando para imóveis dentro do valor de compra”, destacou o CEO.

As iniciativas foram apresentadas a uma banca avaliadora composta pelo pró-reitor da UniSatc, Jovani Castelan, a CEO da Klipping, jornalista Kamili Guimarães, o diretor administrativo/financeiro da Satc, Márcio Zanuz, e o professor e criador do Cocreation Lab, Luiz Salomão Ribas Gomez. No pitch final, com 5 minutos cada, os CEOs puderam, resumidamente, trazer os principais pontos das iniciativas.

Propostas querem se tornar startups

Um dos passos seguintes, entre os empreendedores é transformar a ideia em uma startup. Para isso, a proposta é que elas sejam incubadas no Colearning Satc.

“Nos últimos cinco meses, eles tiveram o suporte de mentorias, lapidaram as ideias e puderam apresentar algo concreto e viável. Por isso, o caminho é seguir para o Colearning e incubar as novas startups”, ressaltou o coordenador do Cocreation Lab Satc, Gustavo dos Santos De Lucca.

Notícias Relacionadas

Vereadores de Lauro Müller aprovam Proposições, Requerimentos, Projetos de Lei e Projeto de Resolução

No Grande Expediente, oito vereadores aproveitaram para fazer seus pronunciamentos.

Satc Digital e Coopera firmam parceria para a aplicação do ensino corporativo

De forma gratuita, cinco cursos livres foram lançados nesta segunda-feira e estão disponíveis para a comunidade

Número de casos ativos de Covid-19 despenca em SC e índice é o menor em 17 meses

Dados mostram que o Estado vive um momento menos delicado da pandemia, e caminha para um processo de estabilização

Assistência Social de Criciúma entrega alimentos para instituições sociais no Parque das Nações

Ao todo, foram distribuídos 960 kg de carne, 1.500 kg de banana, 60 cestas básicas e 90 kits de legumes para 30 instituições