Educação

Udesc inaugura novo bloco em Laguna

Mais espaço para novas possibilidades. Na tarde dessa sexta-feira (27), foi inaugurado o novo prédio da Universidade Estadual de Santa Catarina – Udesc. O edifício, construído em dois anos, têm investimentos de cerca de R$6,5 milhões. A obra possibilita a expansão do campus da Udesc em Laguna com espaço para mais três cursos de graduação e outros de pós-graduação.

O diretor geral da Udesc de Laguna, professor doutor João Rotta Filho, destacou a evolução da universidade no município. “Quando chegamos à cidade nossas aulas foram iniciadas no sambódromo, agora estamos com essa grande estrutura e um lindo prédio. Hoje, nossa universidade é a segunda industria principal da cidade, ficando atrás somente da ponte Anita Garibalde. Temos 1 milhão de entrada de capital. Esse é apenas o começo de uma grande parceria”, conta.

O centro tem entorno de 600 alunos de Engenharia de Pesca e Arquitetura e Urbanismo. Segundo o prefeito Everaldo dos Santos, o futuro da cidade depende do desenvolvimento educacional. “Para que possamos incentivar nossos lagunenses à estudar precisamos estruturar nossa educação, a Udesc contribui para isso. Me sinto orgulhoso em ter feito parte da implantação da universidade no município. Valeu a pena assumir esse desafio”, afirma o prefeito.

A área construída chega a 7 mil metros quadrados distribuídos em três andares. Elevador, seis laboratórios, biblioteca, auditório com 215 lugares e 26 salas de aula para os cursos de Engenharia de Pesca e Arquitetura e Urbanismo, além de outras para direções, serviços administrativos, professores e reuniões.

O reitor da Udesc, Antonio Heronaldo de Sousa, afirmou que a obra é um grande passo. “Essa nova estrutura representa a possibilidade de gerar novos sonhos de estudantes, comunidade e demais servidores educacionais. Muitos ajudaram a reerguer e concretizar esse objetivo. Uma obra limpa e permanente para influenciar na transformação de Santa Catarina”.

O prédio respeita práticas de sustentabilidade, como sistema eficiente energético, captação da água de chuva, sistema de reuso de água e estação de tratamento de efluente próprio. A universidade já adquiriu 50% do mobiliário e está licitando os demais móveis, com recursos totais de R$ 800 mil.

  • 89ce08df5e6c2221798d2b3f01238b49
  • e90b9191aafc961264e1cdc10f6b7629
  • 821ccfd48b58f2d396193faeb053efb9
  • ec720199a9ccbf19c71649f29e255cf1