Trânsito

Ultrapassagem indevida é a principal causa de morte no trânsito

Especialista fala sobre as consequências causadas também pelo excesso de velocidade.

Divulgação

Ultrapassagem em pista simples é a principal causa de morte nas rodovias de Santa Catarina. Essa informação foi revelada pelo policial rodoviário federal, Adriano Fiamoncini, que chefia a comunicação da PRF no Estado. Somente nos nove primeiros meses do ano, o levantamento mais recente da Polícia Rodoviária Federal mostra que 70 vidas já foram perdidas em consequência de ultrapassagens indevidas nas rodovias federais do Estado.

“As ultrapassagens em pista simples são a principal causa de morte nas rodovias de Santa Catarina, porque quando o condutor invade a contramão, a velocidade dele é somada ao veículo contrário. E quase sempre a colisão frontal é causada por ultrapassagem no local ou hora errada. E o resultado são vítimas fatais ou com lesões gravíssimas”, revela Fiamoncini.

Segundo ele, a imprudência é o que mais está matando no trânsito brasileiro. E conforme o policial, o descuido se manifesta por diversos motivos. Dentre eles estão: excesso de velocidade; ultrapassagens em locais proibidos; uso de celular; não utilização do cinto de segurança nos bancos dianteiro e traseiro; não utilização da cadeirinha; uso do acostamento para conseguir vantagem. “Com relação ao uso do acostamento, pedestres já foram atropelados dessa forma. Então são várias atitudes imprudentes que poderiam ser evitadas”, declara Fiamoncini.

A velocidade excessiva, além de ser uma das principais causas de acidente, é um fator que agrava lesões. Fiamoncini exemplifica: “Em uma colisão a 50 km/h, as lesões são de um tipo. Já a mesma colisão com o veículo a 100 km/h, as lesões são totalmente diferentes. Ela agrava as lesões das vítimas. Por isso é importante respeitar os limites”, acrescenta Fiamoncini.

Ele ressalta que no trecho Sul da BR-101, não há ultrapassagens indevidas, pois a pista é duplicada. Mas nos outros trechos do Estado, onde há pistas simples nas rodovias federais, o número de mortes aumentou este ano, em comparação com 2020. Foram registrados 302 acidentes em 2021, enquanto em 2020 inteiro foram 267. O número de feridos é de 435, enquanto o de mortos chegou a 70. Já no ano passado, foram 321 feridos e 62 mortos em acidentes causados por ultrapassagem indevida.

Acidentes causados por ultrapassagem indevida em rodovias federais de Santa Catarina:

2021 2020

Acidentes – 302 Acidentes – 267

Feridos – 435 Feridos – 321

Mortos – 70 Mortos – 62

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Médica é condenada por morte de paciente após cirurgia em Orleans

O fato aconteceu em setembro de 2014, quando a vítima havia sido internada para a retirada de um cisto no ovário.

Família informa morte de empresário suspeito de estar com Coronavírus em Criciúma

A vítima estava internada na UTI e ainda aguardava os resultados dos exames de Covid-19

Motorista morre após colisão entre caminhões na BR-101, em Içara

O outro condutor ficou gravemente ferido e foi socorrido. Segundo a PRF, o acidente ocorreu no sentido Norte da rodovia.