Geral

Uma noite de monitoramento em São Ludgero, comunidades isoladas e uma manhã de auxílio às famílias para saírem de suas casas

Previsão é que chuva continua no dia de hoje.

Foto: Divulgação

Uma noite de monitoramento, o volume de água no rio Braço do Norte subindo, famílias sendo retiradas de residências e comunidades isoladas em direção a São Ludgero. A previsão é que a chuva continue na mesma intensidade durante o dia e o pedido continua o mesmo, que as pessoas fiquem em alerta e no caso de ajuda liguem para o 193 (Corpo de Bombeiros), 199 (Defesa Civil) e 99203 3279/99912 8865 (Secretaria de Obras). As pontes Adolfo Schlickmann e Rosiney da Silva Walter, localizadas no centro da cidade, continuam dando passagem normalmente.

Atualmente, no perímetro urbano a maior preocupação é com as famílias que residem no bairro Beira Rio com alagamento resultado do represamento do rio Berlin, que passa pela divisa dos bairros Encosta do Sol e Beira. Em relação as comunidades do interior a ponte próxima a Sede Administrativa da Cegero está tomada por água do rio Braço do Norte, dando acesso ao Bom Retiro e Barra do Norte, e a mesma situação é em relação a ponte que dá acesso a comunidade da Nova Estrela, Rio Pinheiros e a ponte da Ponte Baixa.

Durante a noite uma família foi alojada no Centro Cultural Multiuso Dimas Schlickmann e na madrugada de hoje, quarta-feira, 4 de maio, móveis e famílias foram e estão sendo retiradas de suas casas, localizadas no bairro Beira Rio.

O Secretário de Obras, Viação e Urbanismo, Afonso Boeing, lembra que a prioridade no momento é garantir a segurança das pessoas diante do aumento do volume das águas nos rios e riachos. “Temos os telefones para contatos e vamos auxiliar as pessoas que precisem de ajuda nesse momento. Aproveito para agradecer as pessoas que estão se prontificando e incorporando a equipe de ação para ajudar as famílias. Temos identificados desmoronamentos, deslocamentos de pedras em vias municipais e outras situações que não estão colocando em risco a vida de pessoas”, pontua.

Já o Coordenador da Defesa Civil, Júlio Pozza, agradece a todos que estão engajados no auxilio às famílias e no monitoramento do município. “A previsão é que a chuva continue com a mesma intensidade, que o volume de água siga o mesmo, podendo aumentar os alagamentos. Reforçamos o pedido para que as pessoas fiquem longe de rios e riachos, não arrisquem passagem em alagamentos e que se precisar entre em contato via telefone”, ressalta.

O prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, diz que a equipe, o grupo de trabalho, continua em alerta com o foco na segurança das pessoas. “Nós seguimos os trabalhos com união e integração e, antecipadamente, agradecemos todas as pessoas que, direta e indiretamente, estão auxiliando “, enfatiza.

Notícias Relacionadas

Prefeito de Nova Veneza assina decreto de formação da Comissão de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus

Nova Veneza não tem casos confirmados da doença, apenas pessoas em isolamento domiciliar que já foram acompanhados, mas devem permanecer em quarentena pois chegaram de viagem.

Coronavírus em SC: Governo edita Medida Provisória que garante auxílio financeiro ao setor cultural catarinense

No total, serão destinados R$ 4 milhões para pagamento dos benefícios, dos quais R$ 2 milhões são de devolução do Duodécimo pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em maio

Mais de 50 bancos participam da operação de pagamento

Auxílio só será depositado em contas fora da Caixa a partir do dia 30

Até lá, beneficiário poderá movimentar contas digitais