Educação

UniSatc tem projeto de qualificação para alunos de escolas públicas

Projeto “Programando, a Vida” foi contemplado pelo programa “Fundo Social” do Sicredi

Divulgação

O desenvolvimento de mão de obra qualificada para a indústria é um dos pilares da Satc e que, ao longo da sua história se consolidou, assim como a filantropia. A junção desses dois ideais resultou na criação do projeto “Programando, a Vida”, idealizado pelo curso de Engenharia de Computação do Centro Universitário UniSatc. O projeto, que pretende levar qualificação para alunos colégios públicos, foi um dos contemplados pelo programa “Fundo Social” do Sicredi.

Na manhã desta quinta-feira (15), se reuniram para a assinatura do projeto o reitor da UniSatc, Carlos Antônio Ferreira e o presidente do Sicredi Sul, Aloísio Westrup. O projeto envolverá alunos de 14 a 17 anos matriculados em escolas da região Sul e terá uma capacitação de 120 horas.

“Para nós é essencial fomentar o mercado de trabalho. Se saírem metade desses alunos para empresas já vai ser de grande valia e já faz o trabalho valer a pena. Cabe a nós como escola e como empresas mostrar que existem essas possibilidades para esses jovens mais carentes”, afirma o reitor da UniSatc, Carlos Antônio Ferreira.

“O diferencial da nossa cooperativa é a integração com a comunidade e esse é um dos pilares do cooperativismo. Sem o social não tem econômico e vice-versa. É uma satisfação ver um projeto como esse ser implantado”, explica o presidente do Sicredi Sul, Aloísio Westrup.

Qualificação para um mercado de trabalho carente

Do lado social, estar em sintonia com a comunidade é um dos objetivos da UniSatc. “Nós ficamos muito contentes e realizados com essas iniciativas e esperamos em breve poder colher os frutos dessas parcerias, que são esses alunos inseridos em empresas da nossa região”, ressalta o pró-reitor de Ensino e Extensão, Jovani Castelan.

O professor Anderson Rodrigo Farias, coordenador do projeto, lembra que a Satc tem a missão de levar a educação para a minoria. Tornar o sonho desses jovens possível, de ter acesso a uma educação de qualidade, com professores gabaritados e ter a experiência de programação de mercado é nosso propósito”, conta.

Do lado empresarial, um dos braços da UniSatc é a proximidade com a indústria, e a produção de uma mão de obra qualificada tem sido, cada vez mais, um pedido de todas as empresas. Unir o social e o empresarial é um desafio.

“Esse projeto consegue aglutinar tudo que a gente pensa como instituição. Com a proximidade com o mercado, mão de obra qualificada e focada e sem afastar a missão da instituição que é dar oportunidade aos que precisam. É um ideal que sempre foi da Satc e que só vamos atualizando”, lembra o diretor administrativo/financeiro da Satc, Márcio Zanuz.

Programando, a vida

O projeto “Programando, a vida” terá início em agosto em formato EAD e em breve terá suas inscrições abertas. Serão três módulos ao longo do curso, com foco em lógica, ensino de lógica e matemática e linguagem de programação.

“Vamos desenvolver habilidades lógicas, matemáticas e sistêmicas, apresentação de uma linha de estudos para uma das áreas mais valorizadas e carentes de mão de obra no mercado. Queremos a inclusão de jovens de escolas públicas e de baixa renda a conteúdos de alto nível, trabalhados apenas em cursos de graduação oferecidos por instituições de ensino particulares da nossa região”, esclarece o coordenador do curso de Engenharia de Computação da UniSatc, Gustavo De Lucca.

Para alunos que desejam se inscrever é possível através do link no site.

Notícias Relacionadas

Forquilhinha decreta situação de emergência após alagamentos

Últimos dias para eleitores com deficiência pedirem mudança para seção com acessibilidade

Senado aprova redução na idade mínima para laqueadura

Fifa antecipa início da Copa do Mundo para 20 de novembro

Jogo entre Catar e Equador abrirá o próximo Mundial