Educação

Unisul: curta-metragem Deserto Verde é premiado no FAM

O 20º Fórum Audiovisual do Mercosul – FAM, que ocorreu em Florianópolis na última semana, além da extensa programação de filmes também teve o momento de premiações. Entre os curtas-metragens selecionados, estava Deserto Verde, da professora de jornalismo da Unisul Juliana Kroeger, vencedor do Prêmio Júri Popular Melhor Filme e do Prêmio Aquisição Canal Brasil na Mostra Catarinense.

A ideia de fazer o documentário Deserto Verde foi retratar a realidade sobre o impacto ambiental provocado pela indústria papeleira, a partir das fábricas instaladas na Serra Catarinense, às margens do Rio Canoas. “Queria falar de histórias que não são contadas nas mídias tracionais e também provocar debates”, comemora Juliana.

A madeira do pinus, espécie importada da América do Norte, é matéria-prima para a indústria e o seu plantio em larga escala é o principal responsável pela devastação da Mata Atlântica em Santa Catarina. “Para que a celulose seja extraída da madeira, os troncos das árvores são picados e depois cozidos com produtos químicos, entre eles ácido sulfúrico, soda cáustica e sulfato de alumínio. O processo de cozimento libera vapores tóxicos, que deveriam ser contidos e filtrados pelas fábricas. Mas será que isso vem sendo feito da maneira correta? O documentário busca responder essa e outras perguntas”, contextualiza a jornalista.

Juliana Kroeger disse que foi muito gratificante ganhar os prêmios pela grande visibilidade dentro de um evento como o FAM. “Vencer o Prêmio de Aquisição Canal Brasil é muito bom porque essa realidade vai ser vista no Brasil inteiro. Será replicado e talvez mude algo depois do documentário. Também agradar ao público é o que todos querem. Estou muito feliz”, disse Juliana.

Sinopse

Deserto Verde é um documentário sobre o impacto ambiental provocado pela indústria papeleira, a partir das fábricas instaladas na Serra Catarinense, às margens do Rio Canoas. O Brasil é um dos maiores produtores de papel e celulose do mundo. Se, por um lado, a indústria gera emprego e renda, a fabricação de papel é uma atividade com grande risco de degradação do solo, do ar e dos rios.

Duração: 29 min

Diretor: Juliana Kroeger

Cidade: Florianópolis, Correia Pinto, Otacílio Costa

Estado: Santa Catarina

País: Brasil

Categoria: Documentário

Classificação Indicativa: Livre

Roteiro: Chico Faganello e Juliana Kroeger

Direção de Fotografia: Kike Kreuger

Montagem/Edição: Juliana Kroeger, Thais Aguiar e Nara Hailer

Som Direto: Juliana Kroeger e Fernando Evangelista

Edição de som: Douglas Narcizo

Trilha sonora original: Luiz Gayotto

Produção executiva: Chico Faganello

Colaboração: Comunicação Unisul 

  • 29991142bc85e95dacf65a2f9236c542
  • c7c1d20e66ab22d282a3bf5bc7f4c6c6