Saúde

UPA em Criciúma é inaugurada com a presença do Ministro Queiroga

Os trabalhos já iniciaram no local às 13h desta sexta-feira, 18

Divulgação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esteve em Criciúma nesta sexta-feira, 18, para a inauguração da UPA José Marcomim, no bairro Rio Maina. Acompanhado do prefeito Clésio Salvaro (PSDB) e demais autoridades, o chefe da pasta também visitou o Hospital São Agostinho.

A nova unidade contou com um investimento de mais de R$ 2 milhões. E os trabalhos já iniciaram no local às 13h desta sexta-feira. Segundo o secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande, a UPA atenderá urgência e emergência sem a necessidade de agendamentos. Os serviços de odontologia estarão disponíveis das 6h às 24h. Além disso, a unidade contará com raio-x e colocação de gesso, eletrocardiograma e exames laboratoriais. A partir do dia 14 de março, podem ser realizadas, ainda, aproximadamente 400 pequenas cirurgias por mês. “Essa UPA vai ter um significado muito grande para o distrito do Rio Maina, para Criciúma e para os municípios vizinhos”, comentou.

“Esta será, talvez, uma das obras mais importantes do nosso governo, porque aqui nós colocamos sempre a vida em primeiro lugar. Esta unidade de pronto atendimento vai oferecer um grande alívio a população do grande distrito de Rio Maina. Muitas vidas serão salvas aqui pelas mãos dos nossos profissionais”, disse o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

“A população queria reforma, mas o prefeito disse: ‘nós vamos entregar mais do que uma reforma, nós vamos entregar para essa população uma unidade de pronto atendimento que atenderá toda a nossa população”, lembrou a deputada federal Geovania de Sá (PSDB), que também se fez presente na celebração.

Por fim, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, frisou a importância da implantação da UPA, elogiou o Governo Federal e informou alguns dados de realizações da atual gestão relacionados à saúde e à pandemia.

“Em 2020 R$ 50 bilhões em recursos adicionais foram colocados no orçamento do Ministério da Saúde, para que o Ministério pudesse apoiar os estados e os 5.570 municípios dessa grande nação. Em 2021 também houve necessidade de fortalecer os recursos do ministério da saúde, assim, mais R$ 50 bilhões foram acrescidos, totalizando R$ 100 bilhões. Nunca se investiu tanto em saúde como no governo do presidente Jair Bolsonaro. Desses R$ 100 bilhões, R$ 33 bilhões foram utilizados para a aquisição de vacinas contra a Covid-19”, comentou o secretário.

Ele ainda relembra que o Governo atual tem um compromisso com a vida desde a sua concepção e que “a saúde é um direito de todos e um dever do Estado”. “Estamos perto de tirar essas máscaras e, depois disso, vamos desmascarar os mascarados de sempre, que impediram e impedem, ainda hoje, o progresso do nosso Brasil”, disse.

“O presidente Bolsonaro e todo o seu governo já se vacinaram contra a corrupção”, finalizou Marcelo Queiroga.

Com informações do TNSul

Notícias Relacionadas

Morte de morador de rua em dia de frio intenso será investigada em SC

Ministério Público e Polícia Civil aguardam laudo com a causa da morte de Agnaldo Rosa, de 47 anos

Quadrilha é presa por roubo no bairro Comerciário em Criciúma

Crime aconteceu na madrugada desta sexta-feira, 20

Onda de frio intenso com temperaturas perto de 0ºC seguirá em SC durante o fim de semana

Apesar de a massa de ar frio intenso permanecer sobre o Estado, sensação térmica deve ser mais agradável nos próximos dias

Homem saca arma e tenta matar namorado de ex durante acerto de contas em SC

O rapaz de 25 anos foi atingido na perna esquerda e encaminhado ao hospital