Geral

Urussanga volta a crescer na geração de empregos

Números divulgados pelo Caged apontam que município gerou mais 210 novos postos de trabalho em 2018, ganhando destaque entre os municípios da Amrec.

Foto: Divulgação

A geração de empregos está cada vez mais fortalecida em Urussanga. A afirmação foi comprovada com a divulgação dos números do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged). A pesquisa do Ministério do Trabalho e Emprego apontou que, em 2018, foram gerados 210 novos postos de trabalho no município. Com o número, Urussanga é o município da região carbonífera que conseguiu uma melhor recuperação entre 2017 e 2018, com uma diferença que ultrapassou 300 vagas criadas nestes dois anos.

“Sem dúvida é um dado muito importante para o nosso município. Sempre trabalhamos com o foco na geração de emprego e renda e este crescimento vem sendo comprovado, especialmente com a divulgação dos números do Caged. Estes números nos mostram que estamos no caminho certo. Nossa expectativa é de um crescimento ainda maior para este ano, já que estamos construindo a área industrial que irá abrir ainda mais empresas e, consequentemente, gerar ainda mais empregos e renda para os urussanguenses”, garante o prefeito Gustavo Cancellier. “Esses números foram conquistados graças a um trabalho em conjunto dos nossos empresários que acreditam no nosso município e investem na nossa cidade e também da Administração Municipal que faz a sua parte, garantindo incentivos como o não aumento das taxas de alvará, entre outros benefícios que vem sendo mantidos”, complementa o prefeito.

SALDO DO EMPREGO FORMAL EM URUSSANGA:

Período: Dezembro a Janeiro de 2015:

Município: Urussanga

1 – Extrativa mineral: -19

2 – Indústria de transformação: -385

3 – Serviços Industrial de Utilidade Pública: 0

4 – Construção Civil: -10

5 – Comércio: -87

6 – Serviços: 105

7 – Administração Pública: -17

8 – Agropecuária, extrativista vegetal, caça e pesca: -8

TOTAL: – 421

Período: Dezembro a Janeiro de 2016:

Município: Urussanga

1 – Extrativa mineral: -14

2 – Indústria de transformação: -515

3 – Serviços Industrial de Utilidade Pública: 3

4 – Construção Civil: -2

5 – Comércio: 4

6 – Serviços: 77

7 – Administração Pública: -35

8 – Agropecuária, extrativista vegetal, caça e pesca: 29

TOTAL: – 453

Período: Dezembro a Janeiro de 2017:

Município: Urussanga

1 – Extrativa mineral: -14

2 – Indústria de transformação: -65

3 – Serviços Industrial de Utilidade Pública: -5

4 – Construção Civil: 4

5 – Comércio: -18

6 – Serviços: -6

7 – Administração Pública: -26

8 – Agropecuária, extrativista vegetal, caça e pesca: -30

TOTAL: – 160

Período: Dezembro a Janeiro de 2018:

Município: Urussanga

1 – Extrativa mineral: -9

2 – Indústria de transformação: 204

3 – Serviços Industrial de Utilidade Pública: 3

4 – Construção Civil: 2

5 – Comércio: -13

6 – Serviços: 36

7 – Administração Pública: -18

8 – Agropecuária, extrativista vegetal, caça e pesca: 5

TOTAL: + 210

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Urussanga

Notícias Relacionadas

Orleans é destaque na geração de empregos em setembro abrindo 105 novas vagas

Desde janeiro já foram criados 340 novos postos de trabalho destacando Orleans na região

Criciúma é a terceira cidade do estado que mais empregou em setembro

Município repetiu o bom desempenho de julho, quando ficou entre as três cidades que mais geraram empregos formais, segundo dados do Caged.

Lauro Müller registra aumento de 245% na geração de empregos, no primeiro semestre

Em comparação ao mesmo período do ano passado, município aumentou quantidade de empregos gerados, segundo dados da Secretaria do Trabalho.

Casa do Empreendedor traz números positivos e crescimento na geração de empregos em Criciúma

Órgão da Administração Municipal foi inaugurado em novembro de 2018 e apresenta um crescimento de 29,92% de emissão de alvarás.