Geral

Usina hidrelétrica mais antiga de SC abre para visitação ao público em Joinville

Usina Piraí poderá receber a comunidade no próximo sábado (5), das 9 às 15 horas

Divulgação

A Usina Hidrelétrica Piraí vai ter o acesso liberado para visitação do público em Joinville. O local será aberto no sábado (5), das 9 às 15 horas, para atividades que envolvem ações de saúde, bem-estar e conscientização ecológica. A entrada é gratuita.

Segundo a Celesc, que administra a usina mais antiga de SC, um dos objetivos do evento é arrecadar alimentos não perecíveis que serão doados a entidades carentes da região.

Além da visita pela Usina Piraí, algumas atrações estão confirmadas, como: participação especial da Escola do Teatro Bolshoi, apresentações históricas e culturais, apresentação da Banda Municipal e da Banda da Polícia Militar. Mostra de meio ambiente, exposição de produtos típicos regionais e feira de artesanato serão as outras atividades do dia.

Para facilitar o acesso no local, a Celesc recomenda a locomoção de bicicleta ou transporte gratuito, que será disponibilizado pela empresa a partir das 8h30 do sábado, em frente à sede da Celesc, na rua Timbó, 1630, bairro Glória. Outra orientação é o uso de máscara, álcool em gel, repelente e protetor solar.

Em caso de temporal, o evento será transferido para outra data.

Usina mais antiga de SC não sofre interrupções desde a inauguração

A Usina Piraí foi inaugurada oficialmente em fevereiro de 1908, o que a torna a mais antiga de Santa Catarina. É uma das únicas do país a gerar energia sem sofrer interrupções desde a inauguração.

O estabelecimento teve forte envolvimento com a rede elétrica de Joinville. No início das atividades, fornecia energia para alguns prédios públicos e para iluminação das ruas do centro da cidade. Esse processo contribuiu para o desenvolvimento econômico e social da cidade, principalmente até a década de 1970, quando a energia vinda de outras hidrelétricas passou a atender o crescimento da região.

A concessão da usina passou para a Celesc em 1966. A estrutura passou por processo de automação, e atualmente é telecomandada diretamente do Centro de Operação da Geração, em Florianópolis.

Localizada na Estrada do Salto 1, no bairro Vila Nova, o local é cercado por pequenas propriedades agrícolas, que revelam a colonização alemã na estética das casas.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Filho faz investigação paralela e usa até cachorra da família para achar mãe em SC

Carro da mulher foi encontrado em Guaratuba, mas família segue sem notícias dela desde o dia 6 de maio

Homem acorda para trabalhar e se assusta com visita inesperada em SC

Polícia Militar foi acionada para ir até a casa do homem em Campos Novos, no Meio-Oeste do Estado

Rodovia de Criciúma onde morreu empresário fica pronta em dez dias

Previsão de entrega da revitalização de um dos acessos de Criciúma teve o cronograma readaptado, mas agora está no novo prazo previsto

Mulher é atingida com tijolada na cabeça por marido bêbado em SC

Vítima foi parar no hospital e precisou de pontos cirúrgicos na cabeça. Agressor foi preso em flagrante