Saúde

UTI do Hospital São José tem primeiro dia sem pacientes internados com Covid-19

O HSJ tem, atualmente, 40 leitos de UTI. Dez vinham sendo destinados a pacientes com Covid mas a drástica redução nos números vinham permitindo a substancial redução das atividades

Divulgação

Principal hospital de Criciúma e região, o São José (HSJ) comemorou uma marca histórica no fim da tarde desta quarta-feira (23). A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 fechou as portas.

Em um texto emocionante, o HSJ cita os dois anos de luta e o esforço das equipes. Menciona, ainda, o cuidado, tempo e conhecimento dedicados à cura dos pacientes que por ali passaram. O vídeo mostra as luzes sendo apagadas, as portas fechadas e os equipamentos de proteção individual (EPIs) recolhidos, e cita os mais de 700 dias de batalha pela saúde dos criciumenses. Confira:

O HSJ tem, atualmente, 40 leitos de UTI. Dez vinham sendo destinados a pacientes com Covid mas a drástica redução nos números vinham permitindo a substancial redução das atividades. Seguindo a determinação da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o HSJ (bem como os demais hospitais catarinenses) desativa os leitos exclusivos de pacientes com Covid nas UTIs para oferecer os espaços a todas as enfermidades.

Conforme o relatório mais recente da SES, o HSJ tem 75% dos seus 40 leitos de UTI ocupados, mas toda essa lotação diz respeito a diversas outras enfermidades, que não Covid. O HSJ sustenta a batalha de várias outras instituições estado afora, de conseguir manter o quantitativo de leitos de UTI credenciados com a pandemia, já que há demanda constante para inúmeras necessidades. Tudo indica que será possível.

O clima de alívio na principal cidade do Sul catarinense está representado nos números. O relatório do fim da tarde desta quarta da Vigilância Epidemiológica apontava 95 casos ativos em Criciúma, um número bastante baixo considerando os últimos meses. São seis pacientes internados, um positivado em leito de UTI (que não aceitou ser vacinado) e que não está no HSJ. Os demais estão em leitos clínicos.

As vacinas em Criciúma

O resultado é, evidentemente, fruto da vacinação. Criciúma já aplicou 429.719 doses de vacinas contra a Covid. Foram 189.125 primeiras doses, 166.165 segundas doses e 74.422 doses de reforço. Aí ainda reside uma preocupação, já que a Secretaria Municipal de Saúde calcula que ao menos 50 mil criciumenses estão em atraso, ou com a segunda dose, ou com o necessário reforço.

Nas crianças é que a vacinação não avança. Foram aplicadas 6.734 doses, pouco mais de 35% das 18,5 mil previstas. Houve ainda a aplicação de 461 segundas doses para o grupo de 5 a 11 anos.

Criciúma contabilizou, desde o início da pandemia, 720 mortes por Covid. A mais recente foi a de um homem de 73 anos que faleceu na terça-feira (22).

Com informações do Denis Luciano, colunista do NSCTotal 

Notícias Relacionadas

Cidade de SC lança cartilha de saúde em idioma do Haiti para atender os mais de 300 imigrantes

Objetivo do material é facilitar a comunicação entre esse grupo e os profissionais da áre da saúde

SC tem menor taxa de desemprego do país no 1º trimestre de 2022, segundo IBGE

Taxa de desemprego no Estado foi de 4,5%, menos da metade do dado médio nacional que foi de 11,1%

Trio é suspeito de matar homem a tiros e facadas em SC

Crime ocorreu no interior de Itaiópolis, na noite de domingo (15)

Turismo nacional avança mais de 75% em março na comparação com 2021

Dados do Índice de Atividades Turísticas do Brasil reforçam as perspectivas de recuperação do setor