Saúde

UTI em Braço do Norte: R$ 9,2 milhões estão garantidos

A confirmação veio nesta quarta-feira, 19, durante audiência entre o prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, o secretário de Estado de Saúde, André Motta e o vice-presidente do Hospital Santa Teresinha, Jairo Boeing Fernandes

Divulgação

Está confirmado: Braço do Norte tem os R$ 9,2 milhões necessários para a construção da UTI. A confirmação veio nesta quarta-feira, 19, durante audiência entre o prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, o secretário de Estado de Saúde, André Motta, que retornou ao cargo recentemente, e o vice-presidente do Hospital Santa Teresinha (HST), Jairo Boeing Fernandes.

Nesta quinta-feira, 20, Beto, o presidente do HST, Pedro Michels, o governador Carlos Moisés, o secretário André Motta e o deputado estadual Volnei Weber, gravaram um vídeo, na Casa D’Agronômica, para anunciar o convênio. Com isso, o HST tem R$ 4,2 milhões da Prefeitura de Braço do Norte, sendo que R$ 2 milhões já estão conveniados, R$ 3 milhões de emenda do deputado Volnei Weber e R$ 2 milhões do Governo do Estado. Para Beto, é a concretização de um sonho. “A saúde tem pressa, a região tem pressa, estamos fazendo o possível para agilizar a construção, não só por conta da demanda de Covid, mas por outras doenças. O HST atende toda a região e a construção da nova ala com abertura de leitos de UTI será, com certeza, um alívio para todos”.

O prefeito também lembrou o ex-presidente, Camilo Alberton, que lutou insistentemente pela instalação da UTI. “Esse era um sonho do saudoso amigo, Camilo Alberton, homem íntegro e que deve sempre ser rememorado”.
Recursos foram disponibilizados em maio de 2020.

O anúncio da disponibilidade de recursos para a UTI aconteceu em 31 de maio de 2020. Os R$ 2 milhões reservados para o HST são fruto do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus. Braço do Norte recebeu R$ 4.123.784,00, desses, R$ 484.474,00 são de uso obrigatório no enfrentamento à Covid-19. O restante foi enviado para cobrir a queda da receita municipal, porém, como o Município está com sua saúde financeira preservada, foi possível honrar o compromisso com o HST. “Este era um compromisso que tínhamos com a população e, como financeiramente a Prefeitura está equilibrada e organizada, conseguimos reservar estes R$ 2 milhões para este aporte tão importante. Além disso, reservamos mais R$ 2,2 milhões, conforme prometido em reunião na Secretaria de Saúde do Estado, totalizando um investimento de R$ 4,2 milhões”, comentou Beto.

Leitos de UTI

Solicitados há muitos anos pela comunidade, a vinda dos leitos de UTI do HST aguarda a finalização da unidade hospitalar que começou a ser construída no Bairro Rio Bonito pela antiga diretoria da instituição. Porém, sabendo que a estrutura é muito grande e que o Município e região têm urgência nos leitos, a nova diretoria do HST decidiu apresentar um projeto de ampliação da atual sede para suprir a demanda em menor tempo e com menos recursos, para depois retomar as obras da unidade do Rio Bonito, como esclarecido em um comunicado do próprio HST veiculado no dia 9 de novembro de 2018, assinado pelo então presidente, Camilo Alberton. Somente a diretoria do HST pode definir o local a ser investido o recurso, porém, a decisão conta com total apoio da administração municipal.
O projeto já apresentado pelo HST tem Ambulatório, Centro de Diagnóstico de Imagem (CDI), UTI, Agência Transfusional e leitos. A obra deverá ter em torno de 5.300 metros quadrados.

Com informações da Prefeitura de Braço do Norte

Notícias Relacionadas

Monkeypox: jovem com afta descobre que está com váriola dos macacos

Forquilhinha irá sediar 2ª etapa do Campeonato Estadual de Voleibol Feminino

Cocal do Sul: Projeto de Língua Italiana é oferecido gratuitamente para estudantes

Braço do Norte: Prefeitura adquire novos veículos