Saúde

UTI em Braço do Norte: R$ 9,2 milhões estão garantidos

A confirmação veio nesta quarta-feira, 19, durante audiência entre o prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, o secretário de Estado de Saúde, André Motta e o vice-presidente do Hospital Santa Teresinha, Jairo Boeing Fernandes

Divulgação

Está confirmado: Braço do Norte tem os R$ 9,2 milhões necessários para a construção da UTI. A confirmação veio nesta quarta-feira, 19, durante audiência entre o prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, o secretário de Estado de Saúde, André Motta, que retornou ao cargo recentemente, e o vice-presidente do Hospital Santa Teresinha (HST), Jairo Boeing Fernandes.

Nesta quinta-feira, 20, Beto, o presidente do HST, Pedro Michels, o governador Carlos Moisés, o secretário André Motta e o deputado estadual Volnei Weber, gravaram um vídeo, na Casa D’Agronômica, para anunciar o convênio. Com isso, o HST tem R$ 4,2 milhões da Prefeitura de Braço do Norte, sendo que R$ 2 milhões já estão conveniados, R$ 3 milhões de emenda do deputado Volnei Weber e R$ 2 milhões do Governo do Estado. Para Beto, é a concretização de um sonho. “A saúde tem pressa, a região tem pressa, estamos fazendo o possível para agilizar a construção, não só por conta da demanda de Covid, mas por outras doenças. O HST atende toda a região e a construção da nova ala com abertura de leitos de UTI será, com certeza, um alívio para todos”.

O prefeito também lembrou o ex-presidente, Camilo Alberton, que lutou insistentemente pela instalação da UTI. “Esse era um sonho do saudoso amigo, Camilo Alberton, homem íntegro e que deve sempre ser rememorado”.
Recursos foram disponibilizados em maio de 2020.

O anúncio da disponibilidade de recursos para a UTI aconteceu em 31 de maio de 2020. Os R$ 2 milhões reservados para o HST são fruto do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus. Braço do Norte recebeu R$ 4.123.784,00, desses, R$ 484.474,00 são de uso obrigatório no enfrentamento à Covid-19. O restante foi enviado para cobrir a queda da receita municipal, porém, como o Município está com sua saúde financeira preservada, foi possível honrar o compromisso com o HST. “Este era um compromisso que tínhamos com a população e, como financeiramente a Prefeitura está equilibrada e organizada, conseguimos reservar estes R$ 2 milhões para este aporte tão importante. Além disso, reservamos mais R$ 2,2 milhões, conforme prometido em reunião na Secretaria de Saúde do Estado, totalizando um investimento de R$ 4,2 milhões”, comentou Beto.

Leitos de UTI

Solicitados há muitos anos pela comunidade, a vinda dos leitos de UTI do HST aguarda a finalização da unidade hospitalar que começou a ser construída no Bairro Rio Bonito pela antiga diretoria da instituição. Porém, sabendo que a estrutura é muito grande e que o Município e região têm urgência nos leitos, a nova diretoria do HST decidiu apresentar um projeto de ampliação da atual sede para suprir a demanda em menor tempo e com menos recursos, para depois retomar as obras da unidade do Rio Bonito, como esclarecido em um comunicado do próprio HST veiculado no dia 9 de novembro de 2018, assinado pelo então presidente, Camilo Alberton. Somente a diretoria do HST pode definir o local a ser investido o recurso, porém, a decisão conta com total apoio da administração municipal.
O projeto já apresentado pelo HST tem Ambulatório, Centro de Diagnóstico de Imagem (CDI), UTI, Agência Transfusional e leitos. A obra deverá ter em torno de 5.300 metros quadrados.

Com informações da Prefeitura de Braço do Norte

Notícias Relacionadas

Pesquisa aponta aumento de casos de covid em 1.217 cidades esta semana

O número corresponde a 33,9% das 3.591 prefeituras ouvidas

Governo de SC vai prorrogar estado de calamidade pública até 30 de setembro

Com a medida, o Estado fica desobrigado de cumprir algumas metas fiscais, o que facilita o combate ao vírus

Santa Catarina avança na certificação de propriedades livres de brucelose e tuberculose

A intenção da Secretaria da Agricultura é ampliar o número de certificações, para que esse seja mais um diferencial competitivo do agronegócio catarinense

Governo do Estado abre licitação para elaboração de estudo para criação de rodovia alternativa à BR-101 Norte

A empresa que for selecionada na licitação terá seis meses para executar um estudo identificando onde poderá passar essa nova rodovia