Clima

Ventos e descargas elétricas deixam 50 mil famílias sem energia no Norte de SC

Foram afetadas cidades como Araquari, Balneário Barra do Sul e São Francisco do Sul

Divulgação

Cerca de 50 mil famílias ficaram sem energia elétrica por volta de 16h30 desta quinta-feira (27) no Norte de Santa Catarina. Foram afetadas cidades como Araquari, Balneário Barra do Sul e São Francisco do Sul.

Segundo a Celesc, a queda de energia aconteceu por causa do rompimento na cadeia de isoladores da Linha de Distribuição de São Francisco do Sul, causado pelos ventos fortes e as descargas elétricas.

O fornecimento foi interrompido nas subestações Porto Grande, Araquari, São Francisco do Sul e Ubatuba. As equipes de emergência da Celesc foram mobilizados e todo os sistema elétrico foi restabelecido por volta de 19 horas.

A Celesc reforça a importância de que, em casos de falta de energia, os consumidores façam o registro junto à distribuidora pelos canais oficiais.

Uma das maneiras de protocolar a ocorrência é pelo telefone 08000 48 0196, pelo site ou ainda enviando SMS para 48196 com a mensagem SEM LUZ e o número da sua unidade consumidora.

A previsão da Defesa Civil é de chuva persistente, de intensidade moderada a forte, com descargas elétricas, rajadas de vento e alagamentos para todos os municípios da região Norte do Estado durante a noite desta quinta-feira. Ocorrências podem se comunicadas pelos telefones 199 ou 193.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Operação “Street Cleaner” é deflagrada na cidade de Lauro Müller

Com o intuito de controlar o tráfico de drogas a ação foi realizada na região de Barreiro, no distrito de Guatá

Homem é achado morto em cama de hotel em SC

Ele estava no município para o evento de uma empresa de climatizadores evaporativos; vítima foi identificada como Geraldo Paulo Marques

Bandidos esquartejam vacas para roubar carne em cidade do Norte de SC

As vacas foram esquartejadas em uma fazenda na localidade de Mafra; prejuízo deve ser de mais de R$ 35 mil

Duas cidades de SC estão entre as mais solidárias do país segundo a ONU; saiba quais

Municípios são destaque no atendimento e acolhimento a refugiados e migrantes