Poder Legislativo

Vereadores de Treviso elegem nova mesa diretora e Viola permanece presidente

Apenas uma chapa se inscreveu para o pleito.

Foto: Divulgação

Na última sessão ordinária deste ano, realizada no dia 18 de dezembro, foi eleita a mesa diretora da Câmara Municipal de Vereadores para o exercício de 2019. Apenas uma chapa se inscreveu para o pleito.

Sidnei Viola (PP) permanece presidente do Legislativo, José Bonomi (MDB) é o novo vice-presidente, Reginaldo Rizzati (MDB) assume como 1º secretário, enquanto Crisleide Cimolim (MDB) torna-se 2ª secretária.

A votação contou com seis votos favoráveis à chapa inscrita e abstenções dos vereadores Nei Levati (PP), Gabriel Mariani (PP) e Rodrigo Nava (PSB). Os Progressistas se abstiveram de votar em razão de suas linhas de pensamentos e acordos pretéritos que afirmaram querer seguir.

Sidnei Viola confirmou a maior devolução de verba remanescente da Câmara Municipal à Prefeitura de Treviso, de aproximadamente R$ 120 mil. O valor deve representar a maior devolução da história do Legislativo municipal.

“Estamos solicitando ao Executivo que esse montante seja destinado à aquisição de uma viatura para a Polícia Militar de Treviso e também direcionado às associações comunitárias que estiverem credenciadas, mas vale lembrar que a decisão de acatar ao nosso pedido é da Prefeitura”, frisou o presidente.

Colaboração: THEA Comunicação 

Notícias Relacionadas

Presidente da AMREC reúne presidentes das Câmaras de Vereadores para tratar de Consórcio Multifinalitário

Pelos trâmites, o protocolo de intenções já foi assinado por todos os prefeitos e segue agora para as câmaras.

Vereadores são informados que CDL não usará recurso público para a campanha Compre de Orleans

Em sessão nesta segunda-feira (12), os vereadores ainda aprovaram a concessão de alvará para extração de mineral caulim e questionaram os serviços do estacionamento rotativo

Em duas sessões no mesmo dia, vereadores de Orleans discutem sobre a Rua Albina Feltrin Bussolo

Vereadores ainda aprovaram o envio de Moção de Repúdio ao Governador Carlos Moisés por causa do corte de incentivos fiscais aos defensivos agrícolas.

Câmara de Vereadores sugere aulas para jovens e adultos sem estudos em Cocal do Sul

Outras três indicações foram votadas e aprovadas. Na próxima segunda (22), tem sessão extraordinária para votação das diretrizes da Lei Orçamentária de 2019.