Poder Legislativo

Vereadores reforçam movimento e se posicionam contrários à mineração em Orleans

Última sessão legislativa foi marcada pelo lançamento do Movimento Orleans Viva e sugestões dos vereadores para dificultar a exploração mineral na cidade.

Foto: Divulgação

A mobilização contra a mineração de carvão no subsolo da cidade de Orleans se intensificou na última segunda-feira (18), durante a sessão da Câmara de Vereadores da cidade. Foi lançado oficialmente o Movimento Orleans Viva, pelo grupo de voluntários Guardiões do Costão, formado no ano passado.

Durante a sessão, os legisladores apresentaram alternativas para dificultar o início da atividade na cidade, juntamente com o engenheiro sanitarista e ambiental do Samae, Samuel Andrade Segatto que alertou sobre os possíveis impactos no abastecimento de água na cidade.

Conforme descrito na carta de lançamento do movimento na tribuna, a vereadora e integrante do movimento, Mirele de Biasi, destacou que inicialmente como surgiu o movimento e, em seguida, enfatizou qual o objetivo da ação. “Desde de setembro de 2018, através do Siesesc, a Justiça derrubou a legislação municipal que impedia a atividade, em especial da empresa Gama, que já requereu os documentos para inicio das atividades, inclusive a licença ambiental. A prefeitura não emitirá o documento”, conta.

Entre os objetivos do Movimento Orleans Viva é zelar pela preservação dos bens naturais, fiscalizar e cobrar a recuperação dos bens atingidos pela atividade, além de incentivar o ecoturismo, turismo rural e a agricultura familiar nas comunidades do interior da cidade.

Alerta do Samae

O diretor da autarquia municipal, Fábio Echeli Bett, alertou os presentes que, caso os rios onde onde são realizadas as captações de água no interior foram afetadas pela poluição, o tratamento para consumo seria inviável pela atual. “Pode comprometer a qualidade das nossas águas. Nossa preocupação é com nossa estação de tratamento de água. Se acontecer, não temos condições de tratar essa água para a comunidade”, alerta.

“Toda a bacia e as águas da encosta seriam prejudicadas. Isso vai ser um caos. Temos que fazer o impossível para evitar a mineração”, comentou o vereador Paulo Canever.

Desde 2009, o Samae realiza a captação de água para abastecimento de grande parte da cidade do Rio Laranjeiras. Atualmente, a cidade possui dois pontos de captações de água cadastrados na Secretaria de Desenvolvimento Sustentável – SDS. “Estamos preparando o pedido de outorgas para as outras nascentes a fim de garantir e proteger estes locais para o abastecimento em nossa cidade”, destaca Bett.

Intervir no solo

Os vereadores se mostraram totalmente contra as atividades de mineração na cidade a apresentara alternativas. Entre elas, dificultar as atividades, principalmente pelo solo. “Se não temos o direito de interferir no subsolo, mas que se reúnam todos os órgãos para interferirmos em cima do solo. Colocar entraves e dificultar as atividades sobre o solo. Todos somos contra isso”, sugere o vereador Antônio Dias André, o Geada.

“Está se pensando na parte econômica e esquecendo do povo. A sociedade tem que se posicionar contra e fazer leis urgentes para proibir isso. Vamos evitar que caminhões transportem o minério pelas nossas vias, já que não possuímos força pelo subsolo. Acho que não podemos ficar parados e, fazer com que mais leis sejam criadas”, defende o vereador Osvaldo Cruzeta, o Vá.

Com a mesma opinião, o vereador Pedro Orben pediu unidade. “Somos todos contra e vamos se unir para dificultar a extração do carvão”.

A sessão contou com a presença ainda de moradores de comunidades de Orleans e lideranças ligadas ao Movimento Orleans Viva.

Foto: Divulgação

 

Ordem do Dia

Ainda durante a sessão, indicações foram discutidas e votadas, sobre presidência do vereador Hildegart Tessmann Durigon. Confira a seguir

Indicação nº 003/2019 – “Que o SAMAE – Serviço Autônomo de Agua e Esgoto faça projeto para execução de obras de Saneamento Básico na comunidade de Pindotiba. Autoria: Vereador Hildegart Tessmann Durigon – PSDB.

Indicação nº 004/2019 – “Que o SAMAE – Serviço Autônomo de Agua e Esgoto faça projeto para execução de obras para abastecimento de agua do distrito da Taipa. Autoria: Vereador Hildegart Tessmann Durigon – PSDB.

Indicação nº 005/2019 – “Que o Executivo adquira peixes dos psicultores orleanenses e coloque dentro do programa de merenda escolar”. Autoria: Vereadora Mirele Debiasi Perico – PSDB.

Indicação nº 006/2019 – “Que o Executivo através da Comissão de Trânsito , faça estudos para ver a possibilidade da colocação de placas proibindo o estacionamento de caminhões em uma das laterias da rua Vereador Afonso Zanini”. Autoria: Vereadora Mirele Debiasi Perico – PSDB.

Notícias Relacionadas

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Comodidade e economia: empresa de Orleans oferece serviço “delivery” no comércio de baterias

Há 46 anos, VR Baterias atende toda linha automotiva, agrícola e de transporte de cargas com economia de até 30% na compra de baterias Helux, marca própria.

Índices de crimes caem bruscamente em Orleans

Segundo dados divulgados pela Polícia Civil, houve redução de 300% dos crimes de roubo e quase 30% do número de furtos.