Serra

Vereadores rejeitam bioquímico para o Posto Central de Saúde de São Joaquim

Segundo a decisão dos vereadores contrários, é de que o salário do Bioquímico, algo em torno de R$ 3 mil, daria para pagar estes exames em laboratórios de outras cidades como Lages e Florianópolis

Foto: Site São Joaquim Online

Foto: Site São Joaquim Online

A Câmara de Vereadores de São Joaquim rejeitou na Sessão Ordinária desta última segunda-feira (16), pela votação de 4 a 2, a contratação de um bioquímico para o Posto de Saúde Central de São Joaquim que seria responsável pelos exames laboratoriais.

Segundo a decisão dos vereadores contrários, é de que o salário do Bioquímico, algo em torno de R$ 3 mil, daria para pagar estes exames em laboratórios de outras cidades como Lages e Florianópolis e ainda conclamaram como desnecessário a utilização de um laboratório em São Joaquim, já que os reagentes químicos custariam caro e teriam pouco tempo de duração.

De acordo com o site São Joaquim Online, a Secretaria de Saúde, no entanto, especificou que o valor do salário do bioquímico suprimiria apenas dois dias de exames e o restante ficaria a mercê da boa vontade do sistema de saúde que funciona hoje em todo Brasil, no qual os exames demoram meses para chegar até o paciente, sendo que poderia sair em 48 horas pelo bioquímico no Posto central.

Tal decisão foi vista como uma das mais insatisfatórias já votadas pela Câmara de Vereadores de São Joaquim, pois o Posto de Saúde já foi notificado pelo Conselho Regional de Saúde por possuir um laboratório e não ter um bioquímico a disposição da população para realizar os exames, pois o último bioquímico acabou se aposentando e foi necessário enviar um Projeto de Lei para a Câmara de Vereadores para recriar a vaga, uma vez que o Posto de Saúde é de competência do município.

Ainda segundo o site São Joaquim Online, o bioquímico seria pago pelo Estado e não pelo Município "sendo assim a comunidade voltará a esperar meses para ver o resultado do exame e com um laboratório recheado de equipamentos que poderão ser sucateados por falta ade profissional", afirmou o site.