Saúde

Vigilância em Saúde de Criciúma promove oficina para planejar ações, prevenção e controle de doenças

Capacitação aconteceu na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc)

Maria Duarte/Decom

A Secretaria de Saúde de Criciúma, por meio da Vigilância em Saúde, em parceria com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive), promoveu uma oficina sobre análise de dados, estatística e construção de indicadores de saúde. A capacitação, que encerrou nessa sexta-feira (18), foi realizada na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) e ministrada pelo técnico da Dive, Humberto Moreira.

Os participantes aprenderam a analisar dados fornecidos pelo Sistema Nacional de Atendimento Médico (Sinam), Sistema de Informação sobre Mortalidade (Sim) e Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc). Segundo a gerente da Vigilância em Saúde, Andreia Bertoncini Pereira, é preciso que esses dados sejam organizados, para que possam ser trabalhados no sistema de saúde do município. “Há uma necessidade de analisar dados para formular e avaliar as políticas de planos de saúde, para assim planejar ações de prevenção e controle de doenças”, comentou.

Para o secretário de Saúde, Acélio Casagrande, a análise de dados para construção de indicadores torna as ações mais efetivas. “Quando se tem o controle desses números, fica mais fácil para analisar possíveis falhas no sistema e buscar maneiras para reverter dados que são negativos, tornando o trabalho mais eficiente”, afirmou o secretário.

Notícias Relacionadas

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Tribunal de Justiça catarinense confirma pena para empresário que vendeu pipoca com rato dentro em Criciúma

Uma das vítimas, após ingerir a pipoca, teve intoxicação alimentar aguda causada por alimento contaminado.

Quatro adolescentes criam startup para fiscalizar os poderes de Criciúma

O objetivo dos jovens é reunir informações dos poderes Legislativo e Executivo do município de Criciúma em uma plataforma mais acessível.

Mais de 5,7 mil crianças comparecem na 1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em Criciúma

Número superou a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde. Segunda etapa inicia dia 18 de novembro, com foco em adultos de 20 a 29 anos