Geral

Violão e a música como instrumentos de inclusão social para jovens e adultos com deficiência intelectual

Iniciativa é uma das contempladas pelo Edital Cultura Criciúma e o objetivo é ministrar uma oficina de musicalização para alunos do Diomício Freitas

Ter o contato com a música e ter a experiência do ser musical são alguns dos objetivos da oficina de “Violão e convivência musical”, destinada para jovens e adultos com deficiência intelectual do Instituto de Educação Especial Diomício Freitas. As aulas já iniciaram e são ministradas pelo professor Bruno Netto. “O violão, símbolo do projeto e o mais popular de todos os instrumentos musicais, ganha uma nova função: ser instrumento de inclusão social”, frisou.

A oficina é um dos projetos aprovados pelo Edital Cultura Criciúma 2021. De acordo com o professor, a oficina aborda a musicalização com o violão e também a convivência musical. “Eles gostam muito de cantar e dialogar sobre as letras das músicas. Alguns possuem limitações motoras mais severas e tem muita dificuldade para desenvolver as atividades no violão, mas na oficina utilizamos também xilofone, piano, instrumentos percussivos e canto”, explicou.

A ação possibilita os jovens e adultos de conviverem em um ambiente de harmonia e de respeito, motivados pela música a descobrirem um pouco mais sobre si mesmos e sobre o mundo que os cerca. “Poder cantar e tocar um instrumento pode contribuir com a diminuição da timidez, melhorar a autoestima, além de ser um ótimo exercício para o desenvolvimento motor”, completou.

Segundo Netto, os alunos que participam da oficina gostam de música, possuem músicas e artistas preferidos, inclusive alguns cantam. “Na primeira aula, cantamos algumas músicas na dinâmica de apresentação e pude perceber como eles ficaram emocionados. É difícil calcular o impacto que causa na vida de cada um, mas eu me sinto muito feliz em poder contribuir para que eles possam viver esses momentos tão satisfatórios”, completou.

O motivo da oficina

De acordo com o Bruno, a ideia surgiu após uma conversa com um dos seus alunos de violão que possui deficiência intelectual. “Numa de nossas conversas ele comentou que estudou no Instituto Diomício Freitas e expressei para ele que tinha interesse em conhecer a escola e quem sabe criar alguma oficina. Quando surgiu o edital, foi a oportunidade de aplicar a oficina”, explicou.

Hoje, o aluno, Luis Felipe, faz parte da oficina. “Convidei o Luis Felipe pra fazer parte do projeto e ele aceitou muito feliz. Hoje ele vai comigo em todos os encontros no instituto, sendo meu ajudante nas oficinas”, falou. “Queria também agradecer ao professor Eliseu Cardoso, que trabalha no Instituto Diomício, que me apresentou a escola e foi um grande incentivador para a realização do projeto”, completou.

Edital Cultura de Criciúma

O Edital Cultura Criciúma 2021 contemplou projetos com valores de R$ 4.460,00 cada, somando um total de R$133.800,00. O valor é proveniente do Fundo Municipal de Cultura e abrange as áreas de artes visuais, audiovisual, cultura digital e popular, Hip Hop, dança, literatura, música, patrimônio e teatro.

“O Edital é dinâmico, pois promove o fazer cultural através de projetos que talvez não conheceríamos se não fossem iniciativas como a do Bruno via este projeto inclusivo e social. O Edital contribui com os artistas, mas sobretudo com o público que ele deseja contemplar através de iniciativas como esta”, ressaltou o diretor de cultura da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), Clairton Rosado.

Notícias Relacionadas

Prazo para aderir ao Relp termina dia 31, alerta Receita Federal

Pagamento pode ser feito em até 180 vezes

Homem em situação de rua é agredido com pedras por duas pessoas em SC, diz PM

Agressões só pararam quando um motorista que passava pelo centro começou a buzinar. Ninguém foi preso.

Soldado russo julgado na Ucrânia é condenado à prisão perpétua

Vadim Shishimarin, de 21 anos, admitiu em julgamento que matou um civil de 62 anos em meio à invasão russa no nordeste ucraniano

Serra do Corvo Branco deve ter plano de recuperação iniciado

Pelo menos 12 pontos passarão por melhorias, pois foram afetados pelas fortes chuvas dos últimos dias