Segurança

Vizinho e mulher são presos por estuprar menina de 7 anos em SC

Polícia Civil diz que exame realizado na criança confirma violência sexual; homem de 53 anos é vizinho da vítima

Foto: Polícia Civil SC/Divulgação

Um homem e uma mulher foram presos, na manhã desta quarta-feira (29), em Florianópolis, por suspeita de estupro de uma menina de 7 anos, além de maus-tratos. Segundo a Polícia Militar, o exame realizado na criança confirmou a violência sexual.

A investigação é realizada pela Dpcami (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso) da Capital. O delegado Luis Felipe Fuentes informou que o homem, de 53 anos, é vizinho da vítima, mas detalhes sobre a relação da mulher, de 47 anos, com a criança não foi revelada para não identificá-la.

“Nos próximos dias pretendemos encerrar o inquérito policial, com alguns depoimentos complementares”, diz Fuentes.

Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Florianópolis. Os presos foram interrogados e, em seguida, encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil ressalta que situações criminosas contra crianças e adolescentes devem ser denunciadas, tanto a ela quanto aos órgãos da rede de proteção da infância e da adolescência.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

Justiça condena dono de touro que invadiu propriedade e fecundou as vacas do vizinho

Segundo os veterinários, a fecundação cruzada pode ocasionar abortos, problemas no parto, retenção de placenta e desregulação do ciclo repro​dutivo.

Assaltantes de entregadores de lanches são presos em Orleans

Criminosos ligavam para o estabelecimento, realizavam o pedido e na hora da entrega levavam o dinheiro, o lanche e, até as motocicletas.

Presos traficantes que vendiam drogas em frente à casa de investigador em Braço do Norte

A prisão teve participação da Polícia Civil e Polícia Militar

TJSC julga e nega habeas corpus a quatro investigados presos na Operação Oxigênio

Os quatro investigados presos no âmbito da Operação O2 (Operação Oxigênio), que apura irregularidades no processo de dispensa de licitação para a compra emergencial de 200 respiradores pulmonares pelo governo do Estado.