Política

Comin toma posse como secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação

Governador Raimundo Colombo repassa o cargo de Geraldo Althoff (PSD) para o progressista sul catarinense.

Foto: Jaqueline Noceti/SECOM/Especial/DN

Foto: Jaqueline Noceti/SECOM/Especial/DN

O governador Raimundo Colombo (PSD) empossou na manhã desta quarta-feira (11), em Florianópolis, o novo secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, o sul catarinense Valmir Comin (PP), que assume o comando da pasta no lugar de Geraldo Althoff (PSD).

“Temos que fortalecer cada vez mais a ação de governo no sentido de dar apoio e proteger as pessoas. A área social vem melhorando cada vez mais, especialmente o atendimento, mas vamos dar um reforço ainda maior neste momento de crise, quando muitos perderam o emprego ou estão inseguros. Queremos uma ação solidária com todos os municípios catarinenses para levar voz a quem não tem voz, devolver a esperança para quem já perdeu e apoiar quem mais precisa”, disse Colombo.

Disposição para o cargo

No ato, no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, o governador ressaltou que o Brasil e a sociedade vivem um momento de mudanças profundas. “Isso nos desafia, nos inquieta, mas é também um momento de novas oportunidades que surge para fazermos melhor, diferente, construir e reconstruir. Temos que investir onde precisa ser investido. O Estado tem a função essencial de proteger e promover as pessoas”, salientou.

Comin, por sua vez, disse que vai atuar dia após dia para obter os melhores resultados e para promover um Estado ainda mais inclusivo. “Queremos dar respostas efetivas às sempre crescentes demandas das garantias dos direitos sociais. Assumo esta atribuição com muita disposição. A mesma disposição e vontade de realizar que tem este governo”, destacou o novo secretário.

Direito à moradia

Na lista de prioridades de Comin, estão a garantia dos direitos sociais e individuais ainda indisponíveis do cidadão catarinense, tendo como fundamento a dignidade da pessoa e a assistência aos desamparados, com destaque a ações que visam valorizar os direitos e as necessidades da terceira idade.

Ele também afirma que pretende trabalhar pelo direito à moradia com dignidade, buscando, para isso, a regularização da titulação imobiliária dos catarinenses. “Só quem recebe uma escritura da casa onde mora durante 20 ou 30 anos sem documentos sabe qual é o significado disso”, ressaltou.

Com informações do Portal DN Sul

Notícias Relacionadas

Ano letivo inicia com procura intensa pelo Ensino Médio e Técnico em conjunto, na SATC de Orleans

Pais de toda a região buscam na instituição, o diferencial na formação educacional de seus filhos.

Jovem de 23 anos é preso por tráfico de drogas em São Ludgero

Em ação conjunta da Polícia Civil e Militar, foram encontrados ainda 85 comprimidos de ecstasy

Caminhoneiro embriagado colide contra dois carros e foge da polícia em Orleans

Motorista seguiu dirigindo ainda por aproximadamente 3 km, até acatar a ordem de parada da Polícia Militar.

Motorista é flagrado dirigindo embriagado na SC-370, em Braço do Norte

Polícia ordenou parada, mas motorista desrespeitou.