Política

“A minha bandeira é a de Lauro Müller, parem de querer mexer comigo”, declara vereador Guilherme Coan

Em seu discurso na sessão ordinária, vereador disse que não se calará e que não deixará de realizar o seu trabalho e fiscalizar.

Divulgação

O vereador de Lauro Müller, Guilherme Coan, aproveitou o tempo disponível para uso da tribuna na sessão ordinária desta segunda-feira, dia 18, para responder à repercussão que sua fala na última semana gerou, sendo assunto de entrevista vinculada na Rádio Cruz de Malta, inclusive com ataque à vida particular e à família do vereador.

Ao iniciar o seu discurso, ele reforçou que seu trabalho é voltado a fazer política, discutir ideias e fazer críticas visando o progresso da cidade. “Não faço politicagem e a população tem visto isso e me dado este apoio”, afirmou. “Eu nasci, cresci e constituí família aqui. Não vou me calar, não vou deixar de fiscalizar, não vou abaixar a minha cabeça”, acrescentou.

O vereador também falou sobre os ataques recebidos. “Tentaram prejudicar a minha honra e a honra da minha família. Eu cobrei coisas do Executivo. Estou fazendo política, falando coisas do poder público, não da vida pessoal de ninguém. Não vim jurando que eu tive uma vida perfeita. Tive vários percalços na vida e sofri bastante. Mas, quando me candidatei a vereador, as pessoas me deram respaldo e eu vou honrar a cada dia esta confiança recebida”, ressaltou.

O vereador aproveitou a oportunidade para agradecer à sua família, que estava presente na sessão ordinária. “Quando tentam atacar a minha honra e a da minha família, a gente fica preocupado, pois é minha família que está envolvida. Quando fui conversar com eles, me disseram o seguinte: ‘você tem todo o nosso apoio, pois sabemos do trabalho que está fazendo ao defender os interesses de Lauro Müller, continue’. Então agradeço aqui à minha família e a todos que me deram apoio”, reconheceu.

Ao erguer a bandeira do Município, Guilherme Coan reforçou que seu compromisso é pela cidade. “A minha bandeira não é do PSD, PP, MDB, que seja, a minha bandeira é a de Lauro Müller. Entendam isso, por favor, parem de querer mexer comigo e com a minha família. Vou continuar trabalhando por Lauro Müller para sempre. Quero que saibam que não sou vereador de 691 pessoas. Sou vereador de Lauro Müller. Atendo pessoas de todos os partidos e agradeço às mais de 500 mensagens que eu recebi e ainda estou recebendo. Muito obrigado e desculpa porque não consegui responder a todos ainda”.

Maternidade e imparcialidade também foram temas abordados

Na ocasião, o vereador aproveitou para tratar de outros dois assuntos. Um deles é sobre a abordagem realizada pela Rádio Cruz de Malta. “Eu considero a Rádio Cruz de Malta um patrimônio histórico da cidade de Lauro Müller. Ela começou a funcionar em 1946, antes do nascimento de todos os que estão aqui presentes. Só que está faltando da ética e imparcialidade. Não estou aqui para julgar ninguém, mas o povo está vendo o que está acontecendo”, pontuou.

O outro assunto levantado foi a questão da promessa em campanha sobre a implantação da maternidade. “Eu nasci em Lauro Müller. Na foto do meu nascimento, em 2 de abril de 1984, mostra que nós já tínhamos maternidade. Eu, como lauromüllense, quero ver essa cidade crescer. Quando vem dizer que a cidade terá novamente a maternidade, isso mexe com o íntimo das pessoas. Quem é que não vai querer? Mas quando vamos discutir questões aqui, sobre fazer convênio com outros hospitais, dizem que não queremos o desenvolvimento de Lauro Müller”, concluiu.

Notícias Relacionadas

Prazo para aderir ao Relp termina dia 31, alerta Receita Federal

Pagamento pode ser feito em até 180 vezes

Homem em situação de rua é agredido com pedras por duas pessoas em SC, diz PM

Agressões só pararam quando um motorista que passava pelo centro começou a buzinar. Ninguém foi preso.

Soldado russo julgado na Ucrânia é condenado à prisão perpétua

Vadim Shishimarin, de 21 anos, admitiu em julgamento que matou um civil de 62 anos em meio à invasão russa no nordeste ucraniano

Serra do Corvo Branco deve ter plano de recuperação iniciado

Pelo menos 12 pontos passarão por melhorias, pois foram afetados pelas fortes chuvas dos últimos dias