Geral

Abadeus e Ibrap realizam feirão de empregos em Criciúma

Cerca de 60 vagas estão disponíveis. Ação ocorrerá hoje, na sede da entidade.

Divulgação

Parceiro da Associação Beneficente Abadeus, o Grupo Ibrap (Indústria Brasileira de Alumínio e Plásticos) realiza um feirão de empregos na próxima terça-feira, dia 19, na sede da Abadeus, em Criciúma. São cerca de 60 vagas disponíveis para o setor de produção na área de alumínio. As oportunidades de trabalho são para a unidade de Urussanga.

O feirão acontecerá das 9 às 12 horas e das 13h30 às 16 horas de terça-feira. Interessados devem comparecer na sede da Abadeus, localizada na Rua Maria Salete de Oliveira, nº 422, Bairro Cristo Redentor, em Criciúma. Eles devem estar munidos de documento de identidade, Carteira de Trabalho e currículo (caso tenham).

A gerente de RH do Grupo Ibrap, MichelineToazza, explica que não é necessário ter experiência e que as contratações serão imediatas. Além disso, como as vagas são para a unidade de Urussanga, a empresa disponibilizará um ônibus para o transporte dos trabalhadores contratados de Criciúma até Urussanga.

“As vagas são para auxiliar de produção. Podem se candidatar homens, mulheres e não há requisito de faixa etária máxima, apenas mínima: o único requisito é que os interessados tenham 17 anos e meio completos ou mais”, afirma Micheline.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Prefeitura realiza doação de terrenos para empresas e fomenta geração de empregos em Criciúma

Localizadas no Loteamento Industrial Vila Natureza, áreas foram destinadas para duas empresas. Objetivo é a geração de empregos e renda às famílias

Feirão Roluza lança coleção Outono/Inverno 2018

Grande variedade de peças com as cores da estação, movimentam os primeiros dias do lançamento. Loja localizada em Morro da Fumaça abre neste fim de semana.

Empregos: 150 pessoas são entrevistadas para vagas em Siderópolis

A empresa não divulgou o número exato de vagas, mas são mais de 18 especializações profissionais pretendidas.

Grupo de 220 imigrantes venezuelanos chega a SC

As 56 famílias de refugiados terão o suporte inicial de doações de membros da igreja, que irão bancar aluguéis, roupas, alimentos e itens de higiene e limpeza durante os primeiros três meses no Estado.