Trânsito

Adolescentes de 14 e 13 anos viajam de carro para a praia escondidos dos pais e são parados em SC após mais de 400 km

Eles queriam chegar a Balneário Camboriú e tinham saído de Pato Branco (PR). Eles foram flagrados em Rio Negrinho (SC).

Foto: Divulgação

Três adolescentes de 14 e 13 anos que viajavam de carro escondidos dos pais foram flagrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rio Negrinho, no Norte de Santa Catarina, na manhã desta terça-feira (12). Eles já haviam percorrido mais de 400 quilômetros com um Jetta, que é do pai de um dos menores.

Os adolescentes foram parados na BR-280. Segundo a PRF, os três saíram de Pato Branco, no Paraná, e queriam ir a Balneário Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina.

O percurso total teria mais de 570 quilômetros. O motorista tinha 14 anos. Conforme a PRF, ele confessou que pegou o Jetta do pai em Pato Branco para ir a um encontro automobilístico em Balneário Camboriú.

Além dele, estavam no veículo a namorada dele, de 13 anos, e um amigo, também de 13.

Após o flagrante, a PRF fez contato com as famílias dos adolescentes, que já haviam registrado o desaparecimento deles junto à Polícia Civil.

O Conselho Tutelar de Rio Negrinho foi à unidade da PRF e encaminhou os menores a um abrigo, onde foram alimentados e esperaram a chegada dos pais.

Com informações do g1 SC

Notícias Relacionadas

CCR ViaCosteira realiza ação de segurança para Transporte de Animais nas Férias Escolares

Distribuição de panfletos e mensagens nos painéis visam orientar motoristas sobre o transporte seguro de pets

Governador em exercício anuncia o repasse de R$ 5 milhões para a Defesa Civil de Santa Catarina

Os recursos são via emenda parlamentar regionalizada para os municípios da Grande Florianópolis

Previsão aponta fim do frio e da chuva em Santa Catarina

Segundo a meteorologista Gilsânia de Souza Cruz, da Epagri/Ciram, as baixas temperaturas permanecerão até a próxima segunda-feira (15)

Desmoronamento faz trecho de rua desaparecer em cidade de SC

As fortes chuvas das últimas semanas, especialmente na noite de quinta-feira (11), contribuíram para o colapso da estrutura