Segurança

Assaltantes deixam mais de 300 kg de explosivos espalhados por Criciúma

A Polícia Militar fará a explosão dos dispositivos de forma controlada as 11h desta terça-feira (1)

Divulgação

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (1), os órgãos de segurança, o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, e o Governador Carlos Moisés, falaram sobre a ação dos criminosos e sobre as investigações que ocorrem nesta manhã.

A Polícia Militar informou que uma explosão controlada de explosivos será realizada por volta das 11h de hoje na área Norte de Criciúma. Segundo a PM, aproximadamente 300 kg de explosivos foram deixados espalhados pela cidade de Criciúma. O BOPE atuou na desativação dos explosivos durante a madrugada e nesta manhã os especialistas da PM farão a explosão controlada dos artifícios.

Os carros utilizados nas ações foram localizados na cidade de Nova Veneza. Em um dos veículos havia marcas de sangue. A Polícia acredita que um dos assaltantes tenha se ferido durante as explosões dos bancos. Se alguém tiver alguma informação de pessoas alvejadas que precisam de assistência médica, devem informar imediatamente as polícias pelos telefones 190 e 181.

As forças de segurança atuam desde a madrugada para identificar e localizar os criminosos. Buscas estão sendo realizadas e mais de 200 policiais civis trabalham na região. Segundo os representantes da segurança pública de Santa Catarina foi o maior assalto que já se viu no Estado. “Pelos menos 30 criminosos em 10 veículos atuaram, com armamento .50, que é de uso exclusivo do Exército. Já iniciamos as investigações para tentar identificar os autores. O assalto foi planejado por vários meses e com muito investimento. Foram criminosos de fora do estado, provavelmente de São Paulo. Não são de facções, mas pessoas que são conhecidas por esse tipo de ação. Precisa de um trabalho meticuloso e demorado, porque foi algo preparado por meses e não haverá uma resposta em horas”, ressalta a Polícia Civil.

Governador Carlos Moises também falou e espera que o crime seja desvendado. “Os números de SC não combinam com essa ação de marginais. Diminuímos 54% dessas ações violentas desde 2019. Há muita investigação e Santa Catarina precisa esclarecer isso. Qualquer informação que nos leve aos autores deve ser compartilhada com a Polícia Militar e Polícia Civil”, comenta o governador.

Carlos Moisés também prestou solidariedade ao Soldado da Polícia Militar Esmeraldino, que foi ferido durante a ação dos criminosos. O Soldado está em estado grave e passa pelo terceiro procedimento cirúrgico.

As polícias Civil e Militar pedem que todos os cidadãos que tenham informações, fotos e vídeos das ações dos criminosos, compartilhem pelos telefones 190 e 181.

Notícias Relacionadas

Homem é morto a pedradas na cabeça em São Joaquim

A vítima é um homem de 36 anos, natural de Siderópolis. Socorristas do Samu tentaram reanimá-lo, mas não ele resistiu.

Mega-Sena sorteia neste sábado (16) prêmio de R$ 13 milhões

As apostas podem ser feitas até as 19h, no horário de Brasília

Coronavírus em SC: Estado confirma 537.036 casos, 509.835 recuperados e 5.836 mortes por Covid-19

Residência pega fogo em Laguna

O fato ocorreu por volta das 00:20h deste sábado (16)