Segurança

Assassinato de mulher no Ano-Novo em SC pode ter sido motivado por preço da carne, diz polícia

Rosângela Marcoski participava de uma confraternização em Videira quando recebeu um golpe nas costas; suspeito segue detido

Divulgação

A morte de uma jovem de 26 anos em Videira, no Meio-Oeste do Estado, pode ter ocorrido após uma briga pelo preço da carne. Rosângela Marcoski participava de uma confraternização de ano novo quando foi assassinada no dia 31 de dezembro.

O caso ocorreu por volta das 20h30min, no bairro Vila de Carli. Segundo a Polícia Militar, no local, houve uma briga envolvendo cerca de 20 pessoas. No meio da discussão, Rosângela foi atingida nas costas com um objeto cortante e não resistiu aos ferimentos.

O suspeito pelo crime, de 21 anos, foi preso em flagrante e segue detido preventivamente. Segundo o delegado Ismael Gustavo Jacobus Marmitt, durante o interrogatório, ele não soube informar o que aconteceu.

— Ele estava muito embrigado e disse que não lembrava dos fatos. Testemunhas também disseram que as pessoas estavam embriagadas e que a discussão ocorreu por um motivo banal, que provavelmente está relacionado ao preço da carne — explica.

A polícia também investiga qual foi o objeto usado pelo homem no momento do crime. Isto porque ele segurava tanto um espeto quanto uma faca nas mãos quando acertou a vítima, de acordo com testemunhas.

Feminicídio não está descartado

Ainda segundo o delegado, a vítima e o autor não tinham contato, mas eram cocunhados. Rosângela morava em Caçador, enquanto o suspeito residia em Videira, na casa dos pais, onde ocorreu o fato.

Apesar disso, a hipótese do feminicídio ainda não foi descartada.

— Em um primeiro momento, a agressão não teria sido motivada pelo gênero feminino. Mas, durante a investigação, pode ser etiquetada como feminicídio — pontua.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Videira. A previsão é de que o inquérito seja finalizado nos próximos dias.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Assassinato de policial pela filha de 12 anos em SC teve emboscada, traição e roubo, diz polícia

Investigação aponta ainda o envolvimento de outros três adolescentes no homicídio; inquérito foi concluído nesta quinta-feira (11)

Casal suspeito de sequestrar menina de 4 anos em SC tentou abordar outras crianças, diz polícia

Relatos de pessoas que procuraram a Polícia Civil são de que suspeitos interagiam com adultos para se aproximar dos menores. Após ser agredida, mãe teve filha levada em Palhoça e devolvida dois dias depois; casal foi preso

Professor preso em SC ajudou a dopar criança para abuso sexual no RS, diz polícia

Ele teria trocado mensagens sobre produtos químicos que poderiam ser usados para sedar uma criança de 8 anos vítima de estupro

Sequestro de menina em Palhoça teve como motivação abuso sexual e pornografia infantil, diz polícia

Segundo delegado, casal que está preso pelo crime aliciava crianças de famílias carentes para cometer abusos sexuais e produzir material pornográfico