Trânsito

Audiência pública nesta sexta-feira discute pedágio em São João do Sul

Prefeitos das 27 cidades da Amesc e da Amrec já enviaram ofício à ANTT repudiando a cobrança em São João do Sul.

Audiência pública nesta sexta-feira discute pedágio em São João do Sul

Foto: Divulgação / DN

Comunidade e lideranças políticas de todo o Sul do Estado e do Rio Grande do Sul estarão nesta sexta-feira, 24, a partir das 14h, na Sociedade Esportiva de São João do Sul, na Rua Luiz Scandolara, nº 461, Centro, para discutir a instalação da Praça de Pedágio na BR-101, no trecho do Km 455,9, em São João do Sul (SC), até o entrocamento com a BR-290, em Osório (RS).

A audiência pública foi convocada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT e promete ser polêmica, já que os 27 prefeitos da Região Carbonífera – Amrec e do Extremo Sul – Amesc são contra a implantação do pedágio no lado catarinense, sendo que os recursos serão aplicados, na maioria, no lado gaúcho.

O argumento utilizado para que a praça fique em São João do Sul é que, se for erguida na parte gaúcha da BR-101, a Estrada do Mar se tornará rota de fuga.

Governo federal sem dinheiro

Nesta terça-feira (21), o diretor-executivo da Amrec, José Roberto Madeira, e a gerente-executiva da Amesc, Ester Barp, participaram, no município de Monte Negro (RS), da audiência pública que tratou da instalação de praças de pedágio no estado vizinho.

Do assessor da ANTT, Marcelo Azevedo, Ester ouviu que o governo federal não tem dinheiro para manter a BR-101. O orçamento para isto, que já foi de R$ 40 bilhões, hoje está em R$ 6 bilhões e, nos próximos dias, sofrerá mais cortes. Então, a alternativa é privatizar a BR-101, para que possam ser melhoradas as BRs 282 e 470, em Santa Catarina.

“Se não tiver pedágio, daqui cinco anos a população verá apenas buracos”, disse Azevedo, comentando que ficaram assustados com o “tom ameaçador” do ofício enviado pelos 27 prefeitos da Amesc e Amrec. “Na verdade só pedimos para não instalar uma Praça de Pedágio, que atenderá apenas 8 quilômetros de terras catarinenses”, destacou a gerente-executiva da Amesc.

Quantos quilômetros serão privatizados?

BR 101 (SC): 9,1 quilômetros

BR 101 (RS): 87,8 quilômetros

BR 290 (RS): 98,00 quilômetros

BR 448 (RS): 12,4 quilômetros

BR 386 (RS): 260,3 quilômetros

Total: 467,6 quilômetros

Praças de pedágio em 467,6 quilômetros: 7 praças de pedágio

Trecho de cada pedágio:

P1: BR-101 (São João do Sul/SC), no km 458 – valor do pedágio: R$ 8,60

P2: BR-290 (Santo Antônio da Patrulha/RS), no km 19,1 – valor do pedágio: R$ 7,40 (Freeway)

P3: BR-290 (Gravataí/RS), no km 59,0 – valor do pedágio: R$ 6,90 (Freeway)

P4: BR-386 (Montenegro/RS), no km 426,00 – valor do pedágio: R$ 6,20

P5: BR-386 (Fazenda Vila Nova/RS), no km 370,00 – valor do pedágio: R$ 9,70

P6: BR-386 (Soledade/RS), no km 260,00 – valor do pedágio: R$ 8,40 (localização em estudo)

P7: BR-386 (Tio Hugo/RS), no km 226- valor do pedágio: R$ 7,60 (localização em estudo)

Quanto estão prometendo investir em manutenção por ano?

Investimento de R$ 7,9 bilhões em 30 anos, nos 467,6 quilômetros pedagiados das BRs 101, 290 e 386. Deste total, R$ 54 milhões serão investidos em pesquisas de desenvolvimento tecnológico.

Quanto retorna de ISS aos municípios?

Retorno de R$ 1,6 bilhão, em 30 anos de concessão, de ISS aos municípios. O percentual de ISS é divido conforme o trecho pedagiado por município. Exemplo: Passo de Torres (SC) terá aproximadamente 6 quilômetros pedagiados, então ficará com apenas 1,28% do total arrecadado.

Quais as obras e projetos na Região como contrapartida?

Obras que serão realizadas entre o 1º e 15º ano de concessão:

– 660 quilômetros de faixas de tráfego;

– 58 interseções;

– 27 passarelas;

– 60 melhorias de acesso.

Quantas pessoas vão trabalhar no pedágio?

Aproximadamente 4 mil em empregos diretos e 8 mil em indiretos.

Que serviços serão oferecidos, além de banheiros, ambulância…?

– 9 ambulâncias, sendo 4 com médico;

– 13 guinchos leves e 4 pesados;

– Centro de controle de operações com monitoramento de 100% do trecho e 312 câmeras.

Com informações do Portal DN Sul

Notícias Relacionadas

PRF flagra quase 12 toneladas de excesso de peso em caminhão na BR-101 em Criciúma

O caminhão carregava tijolos e tinha placa do Rio Grande do Sul.

Em audiência pública, municípios do Sul decidem ir à Justiça para reverter questão dos pedágios na BR-101

As três associações de municípios que serão impactados pela implantação das praças de pedágios no trecho Sul da BR-101 se reuniram na Arena Multiuso Prefeito Estêner Soratto da Silva, em Tubarão

Senador garante R$ 40 milhões e obras da Serra da Rocinha não sofrem ameaça

Morador de Lauro Müller é baleado durante assalto a ônibus de comerciantes na BR-101; Veja vídeos