Geral

Caixa paga auxílio emergencial de R$ 600 para 3,3 milhões nesta sexta

São inscritos no CadÚnico e mães chefes de família nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro, além de beneficiários do Bolsa Família.

Divulgação

A primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 será paga nesta sexta-feira (17) para 3,3 milhões de pessoas. Serão contemplados 1.958.268 inscritos no CadÚnico e mães chefes de família que fazem aniversário em setembro, outubro, novembro e dezembro, além de 1.359.786 beneficiários do Bolsa Família que têm o último dígito do NIS igual a 2.

A Caixa liberou nesta quinta-feira (16) informações para9 milhões de pessoas que realizaram seu cadastro pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial na última semana para recebimento da primeira parcela do auxílio de R$ 600.

Segundo a Caixa, 3,5 milhões de pessoas do total de 9 milhões receberiam o depósito de R$ 600 ontem; 1,5 milhão, no sábado (18); e 4,2 milhões de pessoas, que não tinham conta em banco, terão o depósito até a segunda-feira da próxima semana (dia 20).

Para quem não tem conta, o pagamento será feito por meio de outro aplicativo, o app Caixa Tem.

Veja como funciona o pagamento pelo aplicativo

1) O beneficiado deverá consultar no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo aplicativo para celular Caixa Auxílio Emergencial informando o seu CPF.  Acessar o aplicativo, clicar em “Realizar Solicitação”, informar os 4 dados básicos para consulta para receber a informação se o benefício encontra-se em Análise, Aprovado ou Reprovado.

2) Os que não têm conta na Caixa e no Banco do Brasil receberão um código que deverá ser utilizado para acesso à conta Poupança Digital aberta pelo banco para a realização do pagamento.

3) O acesso e movimentação da poupança será por meio de outro aplicativo, o app Caixa Tem, disponível nas lojas de aplicativos Google Play e App Store. Para utilizar o aplicativo, basta que o usuário se cadastre utilizando o CPF. Além de movimentar a poupança digital, será possível consultar FGTS, PIS, Bolsa Família, entre outros serviços.

4) Os que receberem o crédito por meio dessa conta poderão, por exemplo, pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras. É possível também efetuar transferências ilimitadas entre contas da Caixa ou realizar gratuitamente até três transferências para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias.

5) Mas para fazer o saque, só a partir do dia 27 de abril a Caixa vai escalonar a retirada para evitar aglomeração em bancos e lotéricas. Segue abaixo o calendário de saque em espécie da poupança digital sem cartão nos canais de autoatendimento e lotéricas:

27 de abril – nascidos em janeiro e fevereiro
28 de abril – nascidos em março e abril
29 de abril – nascidos em maio e junho
30 de abril – nascidos julho e agosto
04 de maio – nascidos em setembro e outubro
05 de maio – nascidos em novembro e dezembro

5) Na data prevista para início do saque em espécie, o cliente terá esta opção habilitada no aplicativo Caixa Tem. Bastará informar o valor a ser retirado e será gerado um código autorizador para saque nos caixas eletrônicos e casas lotéricas.

Quem tem direito ao auxílio

O auxílio emergencial se destina a profissionais informais, MEI (microempreendedor individual), autônomos e desempregados que cumpram os seguintes pré-requisitos:

— Ser maior de idade;

— Não ser beneficiário previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família;

— Com renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total [de até três salários mínimos (R$ 3.135);

— Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.

Calendário de pagamento

Quem é inscrito no CadÚnico:

Primeira parcela:

— A partir de 9 de abril para quem tem poupança na Caixa ou Banco do Brasil
— A partir de 14 de abril para quem não tem as contas acima e irá ter acesso ao benefício via poupança digital da Caixa

Segunda parcela:

— Nascidos em janeiro, fevereiro e março: recebem a partir de 27 de abril
— Nascidos em abril, maio e junho: recebem a partir de 28 de abril
— Nascidos em julho, agosto e setembro: recebem a partir de 29 de abril
— Nascidos em outubro, novembro e dezembro: recebem a partir de 30 de abril

Terceira parcela:

— Nascidos em janeiro, fevereiro e março: recebem a partir de 26 de maio
— Nascidos em abril, maio e junho: recebem a partir de 27 de maio
— Nascidos em julho, agosto e setembro: recebem a partir de 28 de maio
— Nascidos em outubro, novembro e dezembro: recebem a partir de 29 de maio

Quem se cadastrou pelo aplicativo ou site do auxílio emergencial

Primeira parcela:

— A partir de 16 de abril para quem tem conta em bancos (Caixa, Banco do Brasil e outras instituições financeiras)

Segunda parcela:

— Nascidos em janeiro, fevereiro e março: recebem a partir de 27 de abril
— Nascidos em abril, maio e junho: recebem a partir de 28 de abril
— Nascidos em julho, agosto e setembro: recebem a partir de 29 de abril
— Nascidos em outubro, novembro e dezembro: recebem a partir de 30 de abril

Terceira parcela:

— Nascidos em janeiro, fevereiro e março: recebem a partir de 26 de maio
— Nascidos em abril, maio e junho: recebem a partir de 27 de maio
— Nascidos em julho, agosto e setembro: recebem a partir de 28 de maio
— Nascidos em outubro, novembro e dezembro: recebem a partir de 29 de maio

Beneficiário do Bolsa Família

Estas pessoas vão receber as parcelas do auxílio de acordo com o calendário de pagamentos do próprio Bolsa Família. Os pagamentos variam de acordo com o número final do benefício.

Com informações do site ND Mais

Notícias Relacionadas

Caixa não tem como filtrar classe de quem pede auxílio, diz Guimarães

Presidente do banco comentou pagamento de benefício a classes altas

Caixa inicia nesta sexta pagamento de FGTS; saiba como sacar

A Caixa Econômica Federal vai iniciar o depósito automático para quem tem conta poupança no banco, seguindo calendário de mês de nascimento.

Centro de Informações para Auxílio Emergencial passa a funcionar no Cras, em Lauro Müller

Definido pelo Governo Federal, o Auxílio Emergencial será renda mínima aos brasileiros em situação mais vulnerável durante a pandemia da Covid-19

Auxílio só será depositado em contas fora da Caixa a partir do dia 30

Até lá, beneficiário poderá movimentar contas digitais