Segurança

Caso de empresário achado morto enterrado em SC tem reviravolta e viúva é presa

Edinei da Maia era de Brusque e estava desaparecido há quatro meses; esposa dele chegou a divulgar mensagens de luto pelas redes sociais

Foto: Redes sociais, Reprodução / PC, Divulgação

Uma reviravolta no caso do empresário Edinei da Maia, que foi encontrado morto e enterrado após quatro meses desaparecido, levou a polícia a prender a viúva da vítima na manhã desta sexta-feira (21). O homem tinha uma marmoraria em Brusque e foi achado, já sem vida e com as mãos amarradas, em uma região de mata, conhecida como Serra do Moura, em Canelinha. Além da esposa dele, outras seis pessoas já foram presas por possível envolvimento no crime, segundo o delegado Alex Bonfim.

Conforme a investigação, Edinei sumiu em 22 de fevereiro deste ano. À época, ele teria ido até Vidal Ramos para fazer um orçamento na cidade do Alto Vale. Desde então, ele não foi mais visto. Informações iniciais apontavam, no entanto, que o carro do empresário teria sido levado por outra pessoa após o desaparecimento do homem.

Durante esses quatro meses, as investigações focaram em descobrir onde estava o veículo de Edinei e quem teria envolvimento com o caso brutal, explica o delegado Alex. A partir de então, a polícia cumpriu mandados de busca e prisão nas cidades de Palhoça, São José, Indaial e Blumenau. Até que na última sexta-feira (14), outro mandado em Botuverá levou a polícia a encontrar o corpo de Edinei, enterrado no limite dos municípios de Canelinha e Brusque.

Corpo estava com as mãos amarradas

No dia seguinte, um sábado (15), os policiais chegaram até o corpo do empresário, que foi enterrado em uma área de difícil acesso, conhecida como Serra do Moura. Além das mãos presas, o corpo também estava com uma corda no pescoço, segundo Bonfim.

Nesta sexta-feira (21), a Divisão de Investigação Criminal de Brusque partiu para a quarta fase da operação que busca desvendar o que está por trás da morte de Edinei. Batizada de “Viúva Negra” — em alusão à esposa —, a ação prendeu mais quatro pessoas, incluindo a mulher do empresário, suspeita de envolvimento no crime. Sete mandados de busca e apreensão também foram cumpridos em Gaspar e Brusque.

Pelas redes sociais do marido, a esposa chegou a publicar, há três dias, mensagens de despedida e luto pelo falecimento de Edinei.

“Venho agradecer a todos pelas palavras de carinho e conforto que recebi desde sempre. Obrigada a todos. Se eu não responder, fica o meu muito obrigado”, escreveu.

Ao todo, sete suspeitos já foram presos pela Polícia Civil. A única a ter relação próxima com Edinei seria a viúva dele, conforme informado pelo delegado à frente da investigação. A motivação do crime, porém, ainda segue sob sigilo.

Com informações do NSC Total

Notícias Relacionadas

Comentarista de arbitragem diz que pênalti de Barreto foi “bem marcado”

Tigre perde para o Flamengo por 2 a 1, em Brasília

Dupla suspeita de lavar dinheiro milionário é presa em casa de shows em SC

Durante a operação, foram apreendidos veículos, celulares e documentos

Final de semana em SC terá sol e temperaturas próximas aos 30ºC

Embora os dias sejam quentes, as noites e madrugadas serão frias, com temperaturas variando entre 4°C e 10°C