Geral

Caso de feminicídio com ocultação de cadáver é julgado hoje pela comarca de Garopaba

Os crimes aconteceram em fevereiro de 2020, no bairro Travessa das G​aivotas

Divulgação

A Comarca de Garopaba está promovendo hoje (7/10), sessão do júri para o julgamento de um homem acusado de feminicídio, ocultação de cadáver e fraude processual. Segundo a denúncia, os crimes aconteceram em fevereiro de 2020, no bairro Travessa das G​aivotas, quando o réu desferiu um soco no queixo da vítima, a deixando desacordada e a asfixiou, impossibilitando sua defesa. Na sequência, ele e seu irmão colocaram o corpo da vítima em uma mala de viagem e transportaram até o Bairro Pinguirito, onde ocultaram seu cadáver em local ermo. O acusado também retornou à residência do local do fato e teria limpado a cena do crime. Além disso, teria abandonado uma mochila com roupas da vítima para sugerir que ela teria ido embora e levado os seus pertences.

Presidido pela juíza Andresa Bernardo, titular da Vara Única da comarca de Garopaba, o júri está sendo realizado respeitando as medidas de saúde e segurança em função da pandemia de Covid-19. Os trabalhos iniciaram às 9h, na Câmara de Vereadores do Município de Garopaba.

O homem foi preso preventivamente na Região Metropolitana de Porto Alegre em março deste ano e indicou o local onde o corpo estava. Ele está sendo julgado pelo Conselho de Sentença pelos crimes homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio, ocultação de cadáver e fraude processual.

Notícias Relacionadas

Engenheiro da Famor esclarece aos vereadores de Orleans sobre trabalhos realizados

Na Ordem do Dia, foram aprovados Projeto de Lei Complementar, Moção de Apoio, Requerimento e Indicação.

Um projeto de lei e seis proposições pautam sessão do Legislativo de Lauro Müller

Atletas de Muay Thai, Karatê e Jiu Jitsu de Criciúma conquistam pódio em competições

Disputas foram no Rio de Janeiro e em Videira

“Ela era o tesouro da vida dele”, diz tia de policial morto pela filha em SC

Neife Werlang, de 46 anos, foi morto na sexta-feira (18) em São Miguel do Oeste; duas suspeitas estão apreendidas em Chapecó