Oeste

China suspende importação de carne suína de frigorífico de SC por casos de Covid-19

Autoridades chinesas solicitaram informações sobre casos de Covid-19 no estabelecimento

Divulgação

A China suspendeu as importações de carne suína de uma fábrica de alimentos, no Oeste de SC, conforme informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) na segunda-feira (4). O documento de suspensão referente ao frigorífico da cooperativa está no site da Administração Geral de Alfândegas da China.

Segundo o Ministério da Agricultura do Brasil, no dia 28 de dezembro, autoridades chinesas solicitaram informações sobre casos de Covid-19 no estabelecimento e avisaram sobre a suspensão da unidade. O prazo de vigência da proibição não foi informado.

A ABPA disse, por meio de nota, que está ajudando a empresa de alimentos e o Ministério da Agricultura a prestarem os esclarecimentos às autoridades chinesas para que essa proibição seja revertida. 

“A ABPA ressalta que se trata de uma situação pontual e pretérita, e que todas as informações e demonstrações de boas práticas da cooperativa — que segue os rígidos protocolos setoriais e oficiais referentes à Covid-19 — foram detalhadamente demonstradas às autoridades chinesas”, informou a nota.

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural disse que “é importante lembrar que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), não há comprovação científica de risco de contaminação de Covid-19 por meio do consumo de alimentos”. O governo também “reforça a confiança na credibilidade e qualidade dos alimentos produzidos em Santa Catarina”. 

A empresa não se manifestou sobre a suspensão de mais um dos seus frigoríficos, mas reforça a posição da ABPA. 

Suspensões de exportações para a China

Em agosto, a fábrica em Xaxim, no Oeste de SC, suspendeu as exportações para a China depois que o país afirmou que teriam sido encontrados traços de Covid-19 nas embalagens de carne de frango. As importações do produto para o país seguem canceladas.

Desde o início da pandemia, 11 frigoríficos e 1 unidade de pescados do Brasil, foram proibidas de exportar produtos para a China, por preocupações com a Covid-19. Alguns já foram restabelecidos, mas outros cinco, todos no sul do país, seguem suspensos.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Coorpermila empossa novo Conselho Administrativo e o novo Conselho Fiscal

Posse foi realizada no auditório da Cooperativa no fim da tarde desta quinta-feira (21)

Prefeito de Bom Jardim da Serra quer intensificar parceria no turismo com Lauro Müller

O objetivo é desenvolver o turismo local, que tem como principal atrativo a Serra do Rio do Rastro, que liga os dois municípios

Santa Catarina registra totais elevados de chuva; estado é de atenção até sexta-feira

Houve registro de alagamentos e deslizamentos devido ao solo encharcado

Prefeito de Braço do Norte assina convênio de R$ 2 milhões para construção dos leitos de UTI do HST

A solenidade ocorreu na manhã desta quinta-feira, 21, no auditório do Siscoob, e também contou com a presença do deputado federal Ricardo Guidi, do vice-prefeito, Ronaldo Fornazza e do presidente do HST, Pedro Michels Neto.