Geral

Chuvas deixam famílias isoladas e ruas alagadas em Timbé do Sul

Chuvas deixam famílias isoladas e ruas alagadas em Timbé do Sul

Foto: Divulgação

Pelo menos três famílias residentes e outras visitantes ficaram ilhadas durante aproximadamente quatro horas na comunidade de Rio Fortuna, em Timbé do Sul, no Extremo Sul do Estado. O fato foi registrado no fim da tarde desse sábado (16), por conta de chuvas volumosas que atingiram a região.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil municipal, Evandro Amandio, as passagens da comunidade ficaram submersas, o que é comum em dias de chuva intensa na localidade. Logo depois, o nível do rio baixou e o trânsito voltou ao normal em Rio Fortuna.

Situação na Região Carbonífera

Cocal do Sul foi um dos municípios mais afetados na Região Carbonífera. Segundo a Defesa Civil, caiu um volume de 110 milímetros em 1h20min. O pico maior de precipitação foi às 19h desse sábado.

Como consequência, diversas ruas ficaram alagadas, com 13 bairros e pelo menos 31 residências afetadas. Além disso, dois homens tiveram ferimentos leves. Durante a noite, equipes trabalharam para desobstruir e limpar as ruas.

Em Morro da Fumaça, foram registrados alagamentos no Distrito de Estação Cocal, na área Central, e nos bairros Naspolini, Capelinha, Picadão Paladini, Monte Verde e Jussara. As chuvas também deixaram estragos em pavimentações e estradas. Não houve registro de famílias desabrigadas.

Os municípios seguem em alerta já que neste domingo (17) também há previsão de chuva intensa na região. Em caso de ocorrências, é indicado acionar a Defesa Civil pelo 199.

Notícias Relacionadas

Estado destina mais de R$ 107 milhões em políticas públicas para agricultura no primeiro semestre do ano

O semestre também foi marcado pelo lançamento do Programa Leite Bom SC

Veículo carregado com garrafas de vinho argentino é apreendido em SC

Entre as garrafas apreendidas, havia um rótulo que chega a custar quase R$ 1 mil cada

Preço da gasolina volta a subir e se aproxima dos R$ 6

Apesar do aumento, este não é o maior preço registrado no ano. O pico aconteceu entre 12 e 18 de maio, quando o litro chegou a R$ 6,03

Dengue em SC: cuidados de prevenção devem ser mantidos mesmo com temperaturas baixas

O mosquito transmissor da dengue, circula menos durante os períodos mais frios.