Geral

Cocal do Sul ganha mais uma rua asfaltada

A Rua Fernando de Fáveri, no Centro, recebeu pavimentação asfáltica com investimento total de R$ 190 mil, através de recursos próprios

Divulgação

A Rua Fernando de Fáveri, que liga a Cerâmica Eliane à SC-108, bem no Centro de Cocal do Sul, recebeu pavimentação asfáltica e foi inaugurada nesta sexta-feira (17). A melhoria na via beneficiará não só os moradores daquela localidade, como também os motoristas que trafegam diariamente por ali.

A via, cuja extensão é de 243 metros, teve investimento total de R$ 190 mil, através de recursos próprios. O ato, que ocorreu nesta manhã, contou com a presença de servidores, secretários, vereadores e da comunidade. O primeiro prefeito de Cocal do Sul, Ítalo Rafael Zaccaron, acompanhado de sua esposa, Neiva, também estiveram prestigiando e falaram em nome dos moradores.

Esta ação faz parte do cronograma do mês de setembro, que está repleto de inaugurações e lançamento de projetos devido ao aniversário de 30 anos de Cocal do Sul, comemorado no dia 26. “O nosso compromisso é atender o anseio da comunidade, colocando uma camada de asfalto de ótima qualidade, o desenvolvimento começa na infraestrutura e temos isso a oferecer aos moradores que agora foram contemplados com este asfalto; esta é a quarta rua pavimentada que entregamos neste mês de setembro”, comenta o secretário municipal de infraestrutura, Vanderlei Figueiredo.

Por trás do nome da rua: conheça a história de Fernando de Fáveri

Fernando de Fáveri nasceu em Tubarão em 30 de maio de 1887, filho de Pedro de Fáveri e Maria de Fáveri. Com a idade de seis anos, passou a residir no Distrito de Cocal, quando essa localidade era conhecida pelo nome de Acioli Vasconcelos. Com 28 anos, casou-se com Marieta Dal Toé de Fáveri, com quem teve os filhos Germano, Hercílio e Otávio. Em 1919, depois de passar por um tempo na Argentina, retornou ao Brasil e passou a dirigir a Sociedade de Cooperativa Cocal. Mais tarde, foi convidado a assumir a direção da Sociedade Colonial Cocal durante cinco anos.

Incentivador da indústria carbonífera de nosso município, foi junto com Vitório Búrigo, Domingos Fontanella e outros, fundador da Companhia Carbonífera Visconde de Thonay. Mais tarde, reconhecendo que somente uma indústria de grande porte poderia dar maior desenvolvimento ao Distrito de Cocal, lançou a ideia de construir uma indústria cerâmica que foi a precursora da atual Cerâmica Eliane.

Em 1936, conseguiu a construção do Grupo Escolar Professor Padre Schuller pelo Governo do Estado, após doar a este toda a área necessária a sua construção. Foi sócio fundador da Rádio Difusora de Urussanga, hoje Rádio Marconi. Em 1946, foi eleito vereador pelo extinto Partido Social Democrático, e em 1948 foi presidente da Câmara Municipal.

Católico fervoroso, educou seus filhos nos sagrados princípios desta religião, a qual professou até os últimos instantes de sua vida. Faleceu em 24 de dezembro de 1976, sepultado no Cemitério do Distrito de Cocal.

Divulgação

 

Notícias Relacionadas

Sete projetos de lei e treze preposições pautam sessão do Legislativo de Lauro Müller

Grave acidente na BR-282 deixa uma pessoa morta e outra ferida em SC

Segundo a PRF, até o momento da publicação desta matéria, o trânsito fluía lentamente nos dois sentidos da rodovia

Greve de caminhoneiros tem apoio de 48% da categoria em SC

Santa Catarina é um dos Estados que mais apresenta "resistência" à greve, aponta pesquisa que ouviu mais de 2 mil caminhoneiros em todo o Brasil

São Ludgero antecipa para amanhã (26) a segunda dose da vacina contra Covid-19

A Sala de Vacinas funciona na ESF Margem Esquerda das 7 às 16 horas sem fechar ao meio-dia