Saúde

Com aumento de casos de Covid-19 em SC, cidades do estado anunciam medidas para tentar conter doença

Joinville publica decreto para reduzir lotação máxima de estabelecimentos abertos. Blumenau e Joaçaba abrem centros de triagem

Divulgação

Santa Catarina ultrapassou a marca de 300 mil casos confirmados de coronavírus desde o início da pandemia. Com o aumento do número de pacientes nos últimos dias, prefeituras anunciaram medidas para tentar conter o avanço do vírus. Confira abaixo as providências tomadas, que começam a valer a partir desta quarta-feira (18).

Joinville – novo decreto

A prefeitura publicou um decreto que reduz a lotação de estabelecimentos comerciais e abertos ao público de 50% para 30% da capacidade máxima. A medida vale para bares, restaurantes, supermercados, shoppings e lojas, bem como hotéis, pousadas, setor de serviços e igrejas. A determinação vale por sete dias, com possibilidade de prorrogação.

O que motiva essas novas restrições é o que a prefeitura caracteriza como uma nova fase de aceleração do contágio por Covid-19 na cidade. Ou seja, a alta nos casos da doença e inclusive com aumento no número de internações.

O estado já considera que houve uma piora significativa na região Nordeste há duas semanas. Na matriz do governo estadual, a área foi do risco “alto” para o “grave” e desde então a região permanece nesse mesmo nível.

Na maior cidade do estado, o número de casos ativos chegava a 1.555 na noite de terça. Estavam internadas com coronavírus 68 pessoas no município.

Blumenau – atendimento para casos suspeitos

Menos de dois meses depois de ser encerrado, o serviço de atendimento a casos suspeitos de coronavírus que funcionava na Vila Germânica, em Blumenau, no Vale do Itajaí, vai ser reativado. A decisão de reabrir essa central exclusiva para receber pacientes com suspeita da Covid-19 foi tomada pela prefeitura porque a procura por atendimentos aumentou. Para se ter uma ideia, nos últimos quatro dias, Blumenau teve mais de 500 casos confirmados da doença.

Nesta quarta (18), durante todo o dia o espaço na Vila Germânica vai ser higienizado e reestruturado e, assim que estiver pronto, volta a receber os pacientes com sintomas da Covid-19.

Essa central na Vila Germânica funcionou desde março, no começo da pandemia, e encerrou as atividades no dia 20 de setembro. O maior numero de atendimentos por lá foi registrado na metade de julho, quando quase 200 pessoas estiveram no local num único dia.

No total, o espaço atendeu mais de 12 mil pacientes em seis meses. Mas as atividades foram encerradas porque a procura começou a diminuir. Assim que o espaço fechou, os atendimentos foram centralizados nos sete ambulatórios gerais de Blumenau, que também continuarão com os atendimentos.

Joaçaba – centro de triagem

Na cidade do Oeste catarinense, começa a funcionar nesta quarta um centro de triagem para síndromes gripais. O atendimento é exclusivo para moradores do município. O local funcionará na antiga Farmácia Municipal, na Avenida Getúlio Vargas, 645.

O horário de atendimento é de segunda a sexta das 7h30 às 11h30 e 13h às 17h. Aos sábados e domingos, o centro funciona das 7h às 13h. O telefone para contato é (49) 98905-0398.

Florianópolis – centro de testagem

A prefeitura vai abrir nesta quarta o quinto centro de testagem exclusivo para o novo coronavírus na capital. O espaço fica ao lado do Centro de Saúde de Coqueiros e faz parte da ampliação do número de testes para a doença. O local vai funcionar das 9h às 17h. O espaço fica na Avenida Engenheiro Max de Souza.

Os testes só serão feitos após encaminhamento pelas equipes de saúde. A prefeitura afirmou que, com a abertura desse novo centro, a cidade chegará à média de mil exames diários. O objetivo é também isolar os contatos dos pacientes para melhor controle epidemiológico no município.

Os outros quatro centros de testagem ficam na sede do Laboratório Municipal (LAMUF), no bairro Estreito, na escola Virgílio dos Reis Várzea, em Canasvieiras, na Núcleo de Educação Infantil Municipal (Neim) do Campeche e no Neim Almirante Lucas Alexandre Boiteux, na Avenida Mauro Ramos, no Centro.

Situação da Covid-19 em SC

Nesta terça-feira (17), Santa Catarina ultrapassou a marca de 300 mil casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. De acordo com o boletim divulgado à noite, o estado registrou 302.578 pacientes da doença desde março, com 3.370 mortes.

Em relação ao mapa de risco para a Covid-19, Santa Catarina tem duas regiões em risco gravíssimo, a Grande Florianópolis e Xanxerê, no Oeste. Outras 13 estão em nível grave e o Extremo Oeste, em risco alto. Na noite de quarta, o estado havia divulgado três regiões em risco gravíssimo, 12 em grave e a mesma área em alto.

Com informações do G1 SC

Notícias Relacionadas

Intenção de Consumo das Famílias cresce pela terceira vez consecutiva

Índice aumenta 0,8% em novembro e alcança 69,8 pontos, diz CNC

Petrobras quer investir US$ 46 bi em exploração e produção até 2025

Para 2021, estima-se variação da produção de 4%

Casa é destruída por incêndio em Urussanga

Ocorrência foi registrada na tarde desta quinta-feira

Governadora Daniela Reinehr lança iniciativas na área de desenvolvimento social

A governadora Daniela Reinehr anunciou na manhã desta quinta-feira, 26, em Florianópolis, dois projetos destinados a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais dos catarinenses.