Geral

Coopermila realiza Assembleia Geral e define novo Conselho Administrativo

A reunião ocorreu de forma virtual e também contou com a prestação de contas da atual diretoria, a previsão de investimentos para 2021 e a votação do conselho fiscal.

Divulgação

A Cooperativa de Eletrificação de Lauro Müller (Coopermilla) realizou sua assembleia Geral na manhã deste sábado (16). Com início às 10h, a reunião ocorreu de forma virtual e contou com a participação de aproximadamente 60 pessoas.

Durante a reunião, a atual administração apresentou a prestação de contas do último ano. Atualmente a Coopermila conta com 1084 associados, tendo 955 consumidores rurais e 255 consumidores da classe residencial, além de 45 consumidores da classe comercial.

Durante o ano de 2020 foram construídas e reformadas cerca de 19,33 km de redes, totalizando uma extensão de 212,51 km de redes da Coopermila. Também foram instalados 15 novos transformadores e substituídos para aumento de carga ou por queima 27 transformadores. A prestação de contas de 2020 foi aprovado pelos associados por 39 votos.

Divulgação

Sobre a destinação das sobras do exercício de 2020, o conselho de administração propôs destinar para o Fundo de Expansão e Melhoria com o objetivo de investir na frota e reforma de redes. O Presidente da Coopermila, Alcimar Damiani De Brida, comentou a proposta.

“Essa sobra estamos reinvestindo. Como aconteceu este ano o imprevisto com o vendaval, usamos muitos recursos para fazer melhorias de redes dos estragos que houve. Então continuamente estamos reformando e melhorando para ter cada vez mais uma energia melhor nas comunidades. Por isso pedimos que esse dinheiro seja investido no fundo de expansão e melhoria”, destaca o presidente.

A destinação das sobras foi aprovada pelos associados por 38 votos. Logo após foi a vez dos associados votaram e escolherem o Conselho administrativo para o período de 2021 a 2024. Com 39 votos a favor e 2 votos contrários, o Conselho administrativo ficou definido como:

Alcimar Damiani de Brida – Presidente
Geraldo Benedet – Vice-presidente
Oclandio Mazon – Secretário
Christian Fernandes – Conselheiro – Efetivo
Lucia de Fatima Zanini Lopes – Conselheiro – Efetivo
Reginaldo Fontanella – Conselheiro – Efetivo
Paulino Hobold – Conselheiro – Suplente
Ademir Pandini – Conselheiro – Suplente

O Conselho Fiscal para o ano de 2021 também foi definido:

Efetivos: Jair Augusto Dela Justina, Danilo Juliani Rodrigues, Idesio José Leandro
Suplentes: Henrique Elias Croceta, Roberto Hoffmann, Dionisio Cruzeta

Os Delegados Representantes Junto a Fecoerusc pelo período de 2021 a 2024 serão:

Efetivos: Ivanio Maffioletti e Paulo Cesar Antunes
Suplentes: Oylson José dos Santos e David Coan Betta

Os associados também aprovaram o reajuste de 5,26% para a fixação do Prelabore do presidente. Alcimar destacou que o reajuste é o mesmo definido para o salário mínimo.

Alcimar de Brida falou sobre a oportunidade de seguir mais um mandato à frente da Coopermila. “É mais um mandato por unanimidade, não teve chapa de oposição. Isso reflete o trabalho que vem sido desenvolvido na Coopermila. Cinco anos tiramos o primeiro lugar no prêmio do IASC de qualidade, somente um ano ficamos em segundo lugar. Isso é reflexo da pesquisa de satisfação, porque quem dá a nota é o associado e ele está satisfeito. A responsabilidade que o associado está nos dando é ainda maior, de continuar o serviço que estamos prestando”, ressalta.

O presidente também lembrou que em 2020, mesmo com a pandemia, a Cooperativa não parou de trabalhar nenhum dia. “Acho que fomos a única cooperativa que não parou nenhum dia, porque chegamos à conclusão que se o agricultor não parou, não iríamos parar também. Então ficamos lado a lado com o nosso agricultor, prestando serviço de qualidade. Essa sintonia que tem diretoria, funcionários e associados, é o segredo do nosso sucesso. A nossa cooperativa é uma das menores em faturamento e renda, mas não é por isso que devemos deixar de prestar um bom serviço ao nosso associado”, comenta Alcimar.

Investimentos realizados em 2020 e previsão para 2021

Os associados conheceram todos os investimentos realizados durante o ano de 2020. Foram investidos um total de R$ 483.004,92 em diversas obras de reforma e ampliação de rede. Além disso, foi adquirido um Caminhão Mercedes Bens com guindaste e uma Roçadeira, além de demais equipamentos. Com isso, o total investido em 2020 pela Coopermila foi de R$ 865.450,24.

“Nas comunidades, os associados notam que estamos sempre lá, ampliando e melhorando as redes, trazendo para as beiras de estrada. Esse é o nosso intuito: sempre ter uma energia de qualidade para o nosso associado e para as pessoas que queiram vir investir em Lauro Müller, especialmente no interior. Precisamos ter a pronta entrega uma energia de qualidade, então isso precisa de investimento e é isso que a Coopermila vem fazendo ao longo dos anos e o nosso planejamento é continuar e melhorar cada vez mais”, ressalta o presidente Alcimar.

Confira os investimentos detalhadamente:

Para o ano de 2021, a administração planeja investir R$ 483.004,92 em diversas obras de reforma e ampliação de rede, além da implantação de uma Central Telefônica para facilitar a comunicação com o associado.

Confira o planejamento de investimento para 2021:

Fundo de Assistência Técnica Educacional e Social – Fates

Logo após, foram apresentados os recursos utilizados do Fundo de Assistência Técnica Educacional e Social (Fates). Através do Fates, a Coopermila disponibiliza um médico e uma dentista para consultas e também exames laboratoriais. Assim o associado pode consultar com um pequeno custo, enquanto a Cooperativa arca com o restante do valor da consulta.

Em 2020, foram realizadas 1628 consultas e exames, com um investimento de R$ 67.953,79. Para 2021, o planejamento é investir um valor aproximado de R$ 49.400,00 em consultas e exames laboratoriais.

Alcimar finalizou a assembleia destacando que a Coopermila continuará orientando os associados a retirar as árvores (eucaliptos) que permanecem perto das redes e que causam estragos quando há vendavais, como o ocorrido em 30 de junho de 2020. “O desespero que dá ver todas aquelas redes embaixo de eucalipto, granjas sem energia, bichos passando necessidades e as residências perdendo a sua produção. Então isso é muito triste. 99,9% dos problemas causados por vento ocorrem porque árvores caíram em redes. Então isso é lamentável que ainda esteja acontecendo. Conclamo ao nosso associado que nos ajude a manter a nossa rede limpa”, pede o presidente.

Finalizando, o presidente informou aos associados que a Coopermila irá entrar no mercado de leilão de energia. O objetivo é comprar energia mais barata, para baratear o preço da energia final para o associado. Dessa forma, a Coopermila irá oferecer uma energia de qualidade com preço justo.

Notícias Relacionadas

DIC de Criciúma prende donos de farmácia por venda criminosa de remédios

Os proprietários da farmácia. R. C., de 58 anos, e a esposa, S. R. V., de 56 anos, foram encaminhados ao presídio local.

Escolinha de Iniciação Esportiva Esucri: inscrições gratuitas

Projeto visa incentivar a prática de atividades físicas por meio do esporte

São Ludgero registra duas mortes por Covid-19 em menos de 24 horas

Até ontem, terça-feira, 15 de junho, São Ludgero tinha confirmado 2.778 casos, 102 ativos, 2.643 recuperados, 39 suspeitos e 5.510 exames descartados

Prefeitura de Criciúma deve entregar novas UBSs em quatro bairros

Objetivo é garantir um atendimento ainda mais humanizado e acessível à população, com nova infraestrutura e equipamentos