Geral

Coopermila realiza Assembleia Geral e define novo Conselho Administrativo

A reunião ocorreu de forma virtual e também contou com a prestação de contas da atual diretoria, a previsão de investimentos para 2021 e a votação do conselho fiscal.

Divulgação

A Cooperativa de Eletrificação de Lauro Müller (Coopermilla) realizou sua assembleia Geral na manhã deste sábado (16). Com início às 10h, a reunião ocorreu de forma virtual e contou com a participação de aproximadamente 60 pessoas.

Durante a reunião, a atual administração apresentou a prestação de contas do último ano. Atualmente a Coopermila conta com 1084 associados, tendo 955 consumidores rurais e 255 consumidores da classe residencial, além de 45 consumidores da classe comercial.

Durante o ano de 2020 foram construídas e reformadas cerca de 19,33 km de redes, totalizando uma extensão de 212,51 km de redes da Coopermila. Também foram instalados 15 novos transformadores e substituídos para aumento de carga ou por queima 27 transformadores. A prestação de contas de 2020 foi aprovado pelos associados por 39 votos.

Divulgação

Sobre a destinação das sobras do exercício de 2020, o conselho de administração propôs destinar para o Fundo de Expansão e Melhoria com o objetivo de investir na frota e reforma de redes. O Presidente da Coopermila, Alcimar Damiani De Brida, comentou a proposta.

“Essa sobra estamos reinvestindo. Como aconteceu este ano o imprevisto com o vendaval, usamos muitos recursos para fazer melhorias de redes dos estragos que houve. Então continuamente estamos reformando e melhorando para ter cada vez mais uma energia melhor nas comunidades. Por isso pedimos que esse dinheiro seja investido no fundo de expansão e melhoria”, destaca o presidente.

A destinação das sobras foi aprovada pelos associados por 38 votos. Logo após foi a vez dos associados votaram e escolherem o Conselho administrativo para o período de 2021 a 2024. Com 39 votos a favor e 2 votos contrários, o Conselho administrativo ficou definido como:

Alcimar Damiani de Brida – Presidente
Geraldo Benedet – Vice-presidente
Oclandio Mazon – Secretário
Christian Fernandes – Conselheiro – Efetivo
Lucia de Fatima Zanini Lopes – Conselheiro – Efetivo
Reginaldo Fontanella – Conselheiro – Efetivo
Paulino Hobold – Conselheiro – Suplente
Ademir Pandini – Conselheiro – Suplente

O Conselho Fiscal para o ano de 2021 também foi definido:

Efetivos: Jair Augusto Dela Justina, Danilo Juliani Rodrigues, Idesio José Leandro
Suplentes: Henrique Elias Croceta, Roberto Hoffmann, Dionisio Cruzeta

Os Delegados Representantes Junto a Fecoerusc pelo período de 2021 a 2024 serão:

Efetivos: Ivanio Maffioletti e Paulo Cesar Antunes
Suplentes: Oylson José dos Santos e David Coan Betta

Os associados também aprovaram o reajuste de 5,26% para a fixação do Prelabore do presidente. Alcimar destacou que o reajuste é o mesmo definido para o salário mínimo.

Alcimar de Brida falou sobre a oportunidade de seguir mais um mandato à frente da Coopermila. “É mais um mandato por unanimidade, não teve chapa de oposição. Isso reflete o trabalho que vem sido desenvolvido na Coopermila. Cinco anos tiramos o primeiro lugar no prêmio do IASC de qualidade, somente um ano ficamos em segundo lugar. Isso é reflexo da pesquisa de satisfação, porque quem dá a nota é o associado e ele está satisfeito. A responsabilidade que o associado está nos dando é ainda maior, de continuar o serviço que estamos prestando”, ressalta.

O presidente também lembrou que em 2020, mesmo com a pandemia, a Cooperativa não parou de trabalhar nenhum dia. “Acho que fomos a única cooperativa que não parou nenhum dia, porque chegamos à conclusão que se o agricultor não parou, não iríamos parar também. Então ficamos lado a lado com o nosso agricultor, prestando serviço de qualidade. Essa sintonia que tem diretoria, funcionários e associados, é o segredo do nosso sucesso. A nossa cooperativa é uma das menores em faturamento e renda, mas não é por isso que devemos deixar de prestar um bom serviço ao nosso associado”, comenta Alcimar.

Investimentos realizados em 2020 e previsão para 2021

Os associados conheceram todos os investimentos realizados durante o ano de 2020. Foram investidos um total de R$ 483.004,92 em diversas obras de reforma e ampliação de rede. Além disso, foi adquirido um Caminhão Mercedes Bens com guindaste e uma Roçadeira, além de demais equipamentos. Com isso, o total investido em 2020 pela Coopermila foi de R$ 865.450,24.

“Nas comunidades, os associados notam que estamos sempre lá, ampliando e melhorando as redes, trazendo para as beiras de estrada. Esse é o nosso intuito: sempre ter uma energia de qualidade para o nosso associado e para as pessoas que queiram vir investir em Lauro Müller, especialmente no interior. Precisamos ter a pronta entrega uma energia de qualidade, então isso precisa de investimento e é isso que a Coopermila vem fazendo ao longo dos anos e o nosso planejamento é continuar e melhorar cada vez mais”, ressalta o presidente Alcimar.

Confira os investimentos detalhadamente:

Para o ano de 2021, a administração planeja investir R$ 483.004,92 em diversas obras de reforma e ampliação de rede, além da implantação de uma Central Telefônica para facilitar a comunicação com o associado.

Confira o planejamento de investimento para 2021:

Fundo de Assistência Técnica Educacional e Social – Fates

Logo após, foram apresentados os recursos utilizados do Fundo de Assistência Técnica Educacional e Social (Fates). Através do Fates, a Coopermila disponibiliza um médico e uma dentista para consultas e também exames laboratoriais. Assim o associado pode consultar com um pequeno custo, enquanto a Cooperativa arca com o restante do valor da consulta.

Em 2020, foram realizadas 1628 consultas e exames, com um investimento de R$ 67.953,79. Para 2021, o planejamento é investir um valor aproximado de R$ 49.400,00 em consultas e exames laboratoriais.

Alcimar finalizou a assembleia destacando que a Coopermila continuará orientando os associados a retirar as árvores (eucaliptos) que permanecem perto das redes e que causam estragos quando há vendavais, como o ocorrido em 30 de junho de 2020. “O desespero que dá ver todas aquelas redes embaixo de eucalipto, granjas sem energia, bichos passando necessidades e as residências perdendo a sua produção. Então isso é muito triste. 99,9% dos problemas causados por vento ocorrem porque árvores caíram em redes. Então isso é lamentável que ainda esteja acontecendo. Conclamo ao nosso associado que nos ajude a manter a nossa rede limpa”, pede o presidente.

Finalizando, o presidente informou aos associados que a Coopermila irá entrar no mercado de leilão de energia. O objetivo é comprar energia mais barata, para baratear o preço da energia final para o associado. Dessa forma, a Coopermila irá oferecer uma energia de qualidade com preço justo.

Notícias Relacionadas

Governo do Estado recomenda que municípios intensifiquem vacinação contra a Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), emitiu uma nota de alerta aos municípios catarinenses com algumas recomendações para que a Campanha de Vacinação contra a Covid-19 seja intensificada em todo o estado

Máquinas agrícolas são entregues aos municípios da Amrec

A aquisição foi realizada com recursos do convênio do CIM-AMREC com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)

Nova Veneza realiza drive-thru para vacinação contra Covid-19

O município recebeu 220 doses essa semana

Coronavírus em SC: Forças policiais continuam fiscalização para cumprimento dos regramentos sanitários da Covid-19

Nos últimos sete dias, a Polícia Militar realizou 12.742 fiscalizações e interditou 34 estabelecimentos comerciais