Saúde

Covid-19: Balneário Arroio do Silva começa a vacinar pessoas a partir de 18 anos com comorbidades

Pessoas de 18 a 59 anos devem apresentar documento de comorbidade ou deficiência

Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde de Balneário Arroio do Silva, por meio do departamento de vigilância epidemiológica, informa o público-alvo que tem direito à vacinação contra Covid-19 a partir desta terça-feira (25).

O público-alvo com comorbidades e com deficiência passa a ser ampliado para pessoas a partir de 18 anos. Pessoas de 18 a 59 anos devem apresentar documento de comorbidade ou deficiência. Gestantes e puérperas devem apresentar documento que comprove a comorbidade.

Público-alvo:

Pessoas a partir de 60 anos;
Pessoas de 18 a 59 anos com comorbidade ou portadores de deficiência.
Gestantes com comorbidade;
Puérperas (mulheres até 45 dias pós-parto) com comorbidade.

Onde se vacinar?

O público-alvo deve comparecer na Unidade Básica de Saúde Paulo Lupinn (Posto Central) das 7h às 13h. Necessário comparecer com documento de identidade com CPF, cartão da família, comprovante de residência e documentos que comprovem a comorbidade (caso seja do público-alvo com comorbidade) ou documentos que comprovem a deficiência (caso seja do público-alvo com deficiência).

Notícias Relacionadas

Pesquisa aponta aumento de casos de covid em 1.217 cidades esta semana

O número corresponde a 33,9% das 3.591 prefeituras ouvidas

Governo de SC vai prorrogar estado de calamidade pública até 30 de setembro

Com a medida, o Estado fica desobrigado de cumprir algumas metas fiscais, o que facilita o combate ao vírus

Santa Catarina avança na certificação de propriedades livres de brucelose e tuberculose

A intenção da Secretaria da Agricultura é ampliar o número de certificações, para que esse seja mais um diferencial competitivo do agronegócio catarinense

Governo do Estado abre licitação para elaboração de estudo para criação de rodovia alternativa à BR-101 Norte

A empresa que for selecionada na licitação terá seis meses para executar um estudo identificando onde poderá passar essa nova rodovia