Geral

Criciúma: Gasolina volta a subir, mas permanece abaixo dos R$ 3,80

Postos na cidade apresentaram um aumento de R$ 0,10 em relação ao último reajuste; Preço da Petrobras para as distribuidoras teve acréscimo de 12%.

Divulgação

O preço da gasolina voltou a subir em Criciúma, mas ainda está abaixo dos R$ 3,80. Na manhã dessa terça-feira, dia 26, a reportagem do TNSul pesquisou os valores ofertados em 10 postos da cidade. Os preços variam de R$ 3,76 a R$ 3,79. Em média, são R$ 0,10 a mais em relação ao último reajuste, feito na semana passada.

Desde a última quinta-feira, 21, o custo médio da gasolina da Petrobras para as distribuidoras aumentou em 12%, ou seja, R$ 0,14 por litro. A empresa informou que “à exceção de 2020, com as fortes reduções que praticamos, os preços do diesel da Petrobras têm ficado acima deste valor desde janeiro de 2013.”

No acumulado do ano, a redução do preço da gasolina atingiu 34,2% – ou R$ 0,66 por litro. A companhia brasileira enalteceu, ainda, que as sucessivas reduções praticadas até o mês passado totalizaram R$ 1 por litro, refletindo às quedas das cotações no mercado internacional.

Até o segundo semestre do ano passado, o Procon de Criciúma realizava um ranking dos preços praticados pelos postos da cidade, com o objetivo de informar os mais baratos e os mais caros. Porém, por enquanto, essa iniciativa não tem prazo para retornar.

“Nós não temos nada programado para esse ano ainda, focamos em outros projetos e por isso acabou pesando a questão do tempo mesmo”, afirma Gustavo Colle, coordenador do Procon.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Procon autua posto de combustíveis por preço abusivo em Criciúma

Operação irá fiscalizar 40 estabelecimentos do município, três já foram autuados.

Procon fecha dois postos que vendiam gasolina adulterada em Laguna

O órgão interditou os estabelecimentos nesta quinta-feira (4), e irá solicitar à Secretaria da Fazendo a suspensão do alvará de funcionamento por cinco anos.

Após ameaças, abastecimento de combustível é suspenso na região da AMESC

Postos já registram falta de gasolina e diesel, em Orleans e Lauro Müller