Segurança

DIC de Criciúma prende donos de farmácia por venda criminosa de remédios

Os proprietários da farmácia. R. C., de 58 anos, e a esposa, S. R. V., de 56 anos, foram encaminhados ao presídio local.

Foto: DIC de Criciúma

Mandados de busca apreensão em uma farmácia, em um depósito clandestino e na casa dos proprietários do estabelecimento foram cumpridos na tarde desta quarta-feira, dia 16. Há dois meses, a DIC de Criciúma, através da Divisão de Repressão aos Entorpecentes, vem investigando a venda irregular de medicamentos psicitrópicos praticada por uma farmácia localizada no bairro Santa Luzia. Durante a investigação foram obtidos indícios de tal prática delitiva, que se enquadra no crime de tráfico de drogas.

No depósito, que ficava a poucos metros da farmácia, foram apreendidas dezenas de caixas de remédios “faixa preta”, que só podem ser vendidos com retenção da receita médica, sendo eles: 29 caixas de Clonazepam 2mg; 23 caixas de Clonazepam 0,5mg; 21 caixas de Clonazepam gotas 2,5mg/L; 13 caixas de Bromazepam 6mg; 14 caixas de Bromazepam 3mg; 2 caixas de Rivotril 0,25mg; 19 caixas de Sibutramina 15mg; 9 caixas de Lorazepam 2mg; 2 caixas de Alprazolam 2mg; 1 caixa de Alprazolam 1mg; 1 caixa de Alprazolam 0,5mg; 3 caixas de Ritalina 10mg; 6 caixas de Diazepam 10mg; e 6 caixas de Diazepam 5mg.

A operação contou com apoio da Vigilância Sanitária de Criciúma. Conforme informações do delegado de Polícia da DIC de Criciúma, André Milanese, tais medicamentos não estavam cadastrados no sistema da Anvisa, não possuíam origem comprovada e são considerados substâncias entorpecentes capazes de causar dependência física e psíquica. Os proprietários da farmácia. R. C., de 58 anos, e a esposa, S. R. V., de 56 anos, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, sendo encaminhados ao presídio local.

Notícias Relacionadas

DIC de Criciúma apreende 1,5 kg de maconha e munição de calibre restrito

Revólver, munições e droga são encontrados durante blitz realizada pela PMRv de Içara

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

Acusados do latrocínio de motorista de aplicativo em Içara têm prisão convertida em preventiva

A decisão é do juízo da 2ª Vara da comarca de Içara.