Segurança

Dono de cadela resgatada em SC tinha “saído para almoçar”, diz polícia

Tutor do animal acabou preso em flagrante por maus-tratos; Kyara deve ganhar alta nesta quarta-feira (12) e ser encaminhada à adoção

Divulgação

O homem que deixou uma cadela da raça buldogue francês presa dentro de um carro em um estacionamento de Balneário Camboriú na terça-feira (11), alegou para a polícia que tinha saído para almoçar com a família. A cachorra ficou presa no carro, com os vidros fechados e no calor por pelo menos 3 horas.

A afirmação não justificou o ato, e o tutor do cão acabou preso em flagrante por maus-tratos.

O soldado Erculano de Castro Silva, que aparece nas imagens resgatando o animal, conta que quebrar o vidro do carro foi a única saída para a situação. A soldado Jaqueline Santos também foi responsável pelo resgate.

— Tentamos de todas as formas entrar em contato com o proprietário, mas não conseguimos localizá-lo. Então a única saída foi quebrar o vidro para tirar o animal. A situação dele já estava bem crítica — conta.

Segundo informações do estacionamento onde estava o veículo, Kyara ficou no local à espera por resgate das 11h às 14h. Ao ver a situação, os funcionários acionaram a polícia.

Quando foi resgatada, a cadela estava muito debilitada, sem conseguir andar. Ela foi prontamente encaminhada para uma clínica veterinária, de onde deve receber alta nesta quarta-feira (12), se tudo ocorrer como o esperado.

Depois, ela será encaminhada para alguma ONG da região para adoção responsável.

O vídeo do resgate ganhou as redes sociais, mas para o soldado Erculano essa foi apenas uma ocorrência que acabou ganhando mais visibilidade.

— Na verdade isso é apenas um ato de vários que acontecem todos os dias na nossa carreira — afirma.

Essa foi a primeira ocorrência que o policial atendeu envolvendo resgate de animais.

O proprietário de Kyara é um turista de São Paulo que passava férias em Balneário Camboriú com a família. Ele deve responder pelo crime de maus-tratos, em que a pena que pode chegar a quatro anos de reclusão.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Assassinato de policial pela filha de 12 anos em SC teve emboscada, traição e roubo, diz polícia

Investigação aponta ainda o envolvimento de outros três adolescentes no homicídio; inquérito foi concluído nesta quinta-feira (11)

Professor preso em SC ajudou a dopar criança para abuso sexual no RS, diz polícia

Ele teria trocado mensagens sobre produtos químicos que poderiam ser usados para sedar uma criança de 8 anos vítima de estupro

Sequestro de menina em Palhoça teve como motivação abuso sexual e pornografia infantil, diz polícia

Segundo delegado, casal que está preso pelo crime aliciava crianças de famílias carentes para cometer abusos sexuais e produzir material pornográfico

Mulheres mortas em SC teriam furtado drogas de traficante, diz polícia

Segundo o delegado, as duas foram assassinadas cerca de duas semanas antes dos corpos serem encontrados