Geral

Empresas de Criciúma têm até fim de fevereiro para solicitar isenção da taxa de alvará sanitário

Isenção pode ser aplicada para estabelecimentos destinados exclusivamente à realização de atividades administrativas ou que funcionem apenas como endereço fiscal

Divulgação

As empresas de Criciúma já podem requisitar a isenção da Taxa de Fiscalização de Vigilância Sanitária (TFVS). Para isso, deve ser realizado um requerimento, até o dia 28 de fevereiro, por meio de um Protocolo On-line, através do site, clicando no ícone à direita da página.

O tributo, cobrado anualmente, permite o exercício da fiscalização da Vigilância Sanitária para salvaguardar o interesse público. Conforme Lei Municipal Nº 8.005, de dezembro do ano passado, a TFVS não incidirá à pessoa física ou jurídica quando autodeclarado que o estabelecimento será destinado exclusivamente à realização de atividades administrativas ou endereço fiscal.

“Na prática, um médico ou dentista, por exemplo, que utilize um endereço apenas para fins de correspondência, não precisará pagar por essa taxa, pois neste caso a atividade no local se limita à questões administrativas”, explicou o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Aldinei Potelecki.

O preenchimento do requerimento de isenção pode ser instruído presencialmente, na Casa do Empreendedor, no Paço Municipal Marcos Rovaris. Outras dúvidas podem ser sanadas por meio dos e-mails [email protected] e alvará@criciuma.sc.gov.br.

Notícias Relacionadas

Cachorro “aussaltante” é flagrado ao levar salame de padaria em Criciúma; veja vídeo

Tutor do animal se dispôs a pagar pelo prejuízo, mas padaria deixou salame de cortesia

Sequestro relâmpago acaba em grave acidente em SC

Duas pessoas foram feitas reféns no sequestro relâmpago; o criminoso tomou a direção do carro, mas bateu em seguida

Cidades da Serra têm alta de até 60% na economia em maio incomum com neve

Restaurantes, lojas e postos de combustíveis reforçaram lucros com "boom" de turistas

Serra do Corvo Branco é liberada de Urubici até o corte

Equipes coordenadas pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) trabalham na limpeza da rodovia e na recuperação de encostas há cerca de 10 dias, quando fortes chuvas atingiram Santa Catarina