Geral

Fé mesmo debaixo de chuva para celebrar o dia de Nossa Senhora Aparecida

Tempo ruim não foi suficiente para fazer os romeiros desistirem de ir até a padroeira em Treze de Maio

Foi um Dia de Nossa Senhora Aparecida diferente para quem está acostumado a ir todos os anos na Colina da Nossa Senhora Aparecida, na comunidade de São João de Urussanga Baixa, em Treze de Maio. A chuva e a instabilidade que estão pela região deixaram o dia cinza, diferente dos outros anos, mas não impediu que milhares de romeiros subissem a colina e fossem rezar à padroeira.

Pagar promessas, rezar, agradece e pedir bênçãos, é para isso que os cristãos sobem o morro até a imagem da santa, que possui 13 metros de altura. A senhora Lorena da Silva saiu de Cocal do Sul, e foi em busca de alento e forças junto a santa, a busca de Dona Lorena é por cura. “Vim pedir a minha santa que me ajude com a minha saúde, pois estou com câncer, mas tenho certeza que essa graça vai ser alcançada e eu vou me curar”, diz muito emocionada em frente à imagem.

Estão programadas missas no alto da colina durante o dia, mas se houver chuva no horário marcado a missa será feita na igreja da comunidade, que fica no pé do morro. “Todo cristão que se preze tem fé em Nossa Senhora, pois como Jesus mesmo disse, ela é nossa mãe. Todas as missas estão sempre lotadas, pois o povo gosta do lugar, é onde se pode rezar e ter essa natureza maravilhosa em volta”, conta o padre Padre Nivaldo Antonio Ceron.

Apesar de fé que move os romeiros, pela manhã o público era menor que o do ano passado, segundo os organizadores devido à chuva que caiu, que tirou um pouco do público. Às 16h será realizada a última missa e a visitação ocorre até às 18h.

Clicatribuna
 

  • 6379806bb326d8d340349318e99fe571
  • 2da56a00ae4786b917753483a79c3e97