Geral

Força-tarefa interdita empresa que ignorou decreto e alertas da fiscalização em Tubarão

Os fiscais também aplicaram na empresa quatro multas por sucessivos descumprimentos da ordem de fechamento.

Divulgação/Secom

No quinto dia de atuação de fiscalização do cumprimento do decreto da quarentena, a força-tarefa formada por diversos órgãos da prefeitura, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros fechou uma empresa considerada não-essencial que insistiu em funcionar de maneira irregular. O estabelecimento ficará interditado até o encerramento da quarentena, na próxima sexta-feira (24).

Os fiscais também aplicaram na empresa quatro multas por sucessivos descumprimentos da ordem de fechamento. Após as averiguações, os responsáveis pelo estabelecimento aguardavam um curto intervalo de tempo e reabriam as portas ao público.

Outra situação que a força-tarefa encontrou com frequência, nesta segunda-feira (20), foram as empresas não-essenciais que atendiam os clientes através do sistema de portas fechadas, por portas laterais ou nos fundos. Boa parte dessas irregularidades foi constatada após denúncias feitas pelos canais oficiais da equipe de fiscalização.

Vários registros de denúncia, no entanto, não se confirmaram, repetindo uma situação desnecessária de deslocamento de equipes, o que ocorreu também ao longo do final de semana.

Até 19 horas, desta segunda-feira, a força-tarefa já contabilizava 135 denúncias e 72 pedidos de informações ou esclarecimentos, através de mensagem de e-mail que são respondidas pela procuradoria do município.

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Grupo RB celebra sucesso e ampliações após cinco anos de fundação da primeira loja

Prefeito de Nova Veneza assina decreto de formação da Comissão de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus

Nova Veneza não tem casos confirmados da doença, apenas pessoas em isolamento domiciliar que já foram acompanhados, mas devem permanecer em quarentena pois chegaram de viagem.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes