Geral

Governador assina convênio com CIM Amrec para execução do projeto Recuperar

Projeto realizara a recuperação da capa asfáltica, limpeza e sinalização das Rodovias Estaduais que cortam os municípios da AMREC

Divulgação/Amrec

O Governador do Estado de Santa Catarina, Carlos Moises, assinou na quinta-feira (14), em Forquilhinha, o convênio para o projeto Recuperar, com o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da AMREC (CIM-AMREC). O projeto realizará a manutenção, limpeza e sinalização dos 333,2 Km das rodovias estaduais, que cortam os 12 municípios da AMREC.

O valor aproximado da parcela de um mês será de aproximadamente R$ 547mil, já que depende da medição dos serviços realizados. O convênio assinado vale por cinco meses, totalizando mais de R$ 2,7 milhões. A previsão do contrato é até 31 de março.

O Governador ressaltou que o projeto Recuperar e o modelo de conveniar vias consórcios, tem a expectativa de gerar uma economia de 37%, e em sinalização pode chegar a 48%. “Certeza que isso vai dar muito certo. Reflete economia do dinheiro público, respeito ao dinheiro ao cidadão”, afirmou em entrevista aos jornalistas.

O presidente do CIM-AMREC, o prefeito de Siderópolis, Hélio Roberto Cesa, o Alemão, lembrou do atual estado das rodovias e da necessidade da manutenção. “Temos pressa para que o mais rápido possível seja feito a manutenção para que o usuário tenha qualidade e segurança”, disse o prefeito.

O diretor executivo da AMREC e do CIM-AMREC, Vanderlei Alexandre, o Lei, explica que o passo é importante, mas que ainda há um caminho a ser percorrido. Já que é necessário a licitação e o recurso cair na conta. “A licitação já em andamento. As aberturas dos envelopes vão se dar nos dias 25, 26 e 27. São três lotes: tapa-buracos, roças e sinalização das rodovias. A partir do momento que conhecermos as limpezas e o dinheiro estiver na conta, aí sim, a gente começa a trabalhar de fato, dando ordem de serviço”, explica Lei. Segundo ele, as fiscalizações das obras serão feitas pelos próprios engenheiros dos municípios. “Acredito muito que vai dar certo, pela descentralização dos recursos”, comenta.

Divulgação/Amrec

Notícias Relacionadas

Em Laguna, governador autoriza emissário terrestre para a praia do Mar Grosso e libera recursos para hospital

A projeção da Casan é que o empreendimento fique pronto em janeiro de 2020. O emissário é uma rede de 2.718 metros de extensão e diâmetro de 315 milímetros, com tubos de polietileno.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Prefeitura assina Ordem de Serviço para reforma de quadra esportiva da Escola do Rio Novo em Orleans

As obras devem começar já na próxima semana e tem prazo de três meses

Novos nomes do PSD se reúnem para discutir ações para as eleições deste ano