Saúde

Governo define normas de funcionamento de salas de vacina em Santa Catarina

Critérios foram publicados no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (7); regulamento trata da estrutura física, equipamentos e outras normas

Divulgação

O governo de Santa Catarina estabeleceu normas técnicas para o credenciamento, licenciamento e funcionamento de estabelecimentos públicos e privados que possuem salas de vacinas.

Entre as normas, ficou estabelecido que a sala de vacina será credenciada e licenciada quando atendidos os requisitos mínimos da área física, que deverá ter sala de uso exclusivo, identificada, de fácil acesso e com metragem mínima de 9 metros quadrados.

A sala de vacinação deverá ainda ser anualmente inspecionada pela Vigilância Sanitária e supervisionada pela Coordenação de Imunobiológicos do Programa de Imunização das UDVE  (Unidade Descentralizada de Vigilância Epidemiológica).

No caso de uma sala de vacina que pertence a uma farmácia privada, é obrigatória, durante todo o período de funcionamento do estabelecimento que oferece vacinação, a presença de farmacêutico apto a prestar o serviço.

O texto não faz nenhuma menção à pandemia da Covid-19 e às vacinas que estão em processo de aquisição pelo governo federal, conforme anunciado pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Com informações do NDMais

Notícias Relacionadas

Caminhão é destruído por incêndio na BR-101 em Laguna; VEJA O VÍDEO

Caso aconteceu na tarde desta sexta-feira (24)

Feira CasaPronta: tendências para criar a melhor versão do seu lar

Evento reunirá em Criciúma, todas as novidades dos setores da construção, decoração e mobiliário

Escola de Teatro Jônatas João celebra 2 anos em noite especial

A escola também foi contemplada com a Lei do Incentivo do Governo Federal para o ano de 2022, recurso que vai ser primordial para ampliação dos atendimentos e estrutura da instituição

Lei proíbe que condomínios de SC imponham locais para entradas de pets

Regras foram publicadas no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (23)